Mortes por dengue caem 80% nos primeiros quatro meses do ano

17/05/2012 13:43

A- A+

Folha Online

compartilhar:

Números divulgados pelo Ministério da Saúde nesta quinta-feira indicam que caíram os registros de casos graves e mortes por dengue no país nos últimos três anos.

Sobe para 17 o nº de mortes por dengue no Rio até maio

Entre janeiro e abril de 2012, 74 pessoas morreram pela doença. Em 2011, foram registradas 374 mortes e, em 2010, 467. Isso significa uma redução de 84% em 2012 se comparado com 2010 e de 80% se comparado com 2011.

No município do Rio de Janeiro, que arriscava passar pela maior epidemia de dengue da história, foram 15 as mortes confirmadas de janeiro a abril deste ano. Em 2011, 43 pessoas morreram no mesmo período.

De forma geral, o país teve nos primeiros meses deste ano 1.083 casos graves confirmados. Em 2011, foram registrados 8.630 casos graves e, em 2010, 11.845.

O ministro Alexandre Padilha (Saúde) explica as reduções de mortes e casos graves da doença pela melhoria da assistência prestada à população e pela antecipação de ações, como o repasse de verba adicional para o combate da doença.

"Não existe dúvida: a redução se deve à ampliação dos serviços e à redução no tempo de espera de diagnóstico e tratamento", disse.

Outros fatores que poderiam explicar a queda, como redução de chuvas e o eventual comportamento diferente do subtipo 4 da dengue --disseminado ente ano no país, chegando a constar de 59,3% das amostras analisadas-- ainda serão verificados com calma, segundo o ministério.

De acordo com Jarbas Barbosa, secretário de vigilância em saúde da pasta, os números de casos graves estão bem consolidados e o de mortes pode crescer entre 10% e 20%, com a confirmação de óbitos ainda em análise.

AUMENTO

Apesar da queda nos números na maior parte do país e na média geral, alguns Estados registraram aumento de casos da doença entre 2011 e 2012, como Roraima, Tocantins, Pernambuco e Mato Grosso.

O maior foi registrado em Tocantins, onde os casos passaram de 4.664 em 2011 para 11.589 em 2012.

Primeira Edição © 2011