Moradores do Trapiche serão treinados para situações de emergência

02/05/2012 14:48

A- A+

Secom

compartilhar:

Os moradores do Trapiche vão passar por um simulado de evacuação igual ao que já é realizado todos os anos na comunidade do Pontal da Barra. A simulação é uma reivindicação antiga dos moradores, principalmente depois de um vazamento de gás na Braskem, ocorrido em maio de 2011, e que assustou não só a população do Pontal, mas intoxicou também alguns moradores do Trapiche.

O simulado vai ser realizado no dia 30 de agosto. Vão ser mobilizados os moradores da área por trás da Braskem até a Praça Pingo D´água, chegando ainda até parte do Dique Estrada. “Esse pleito é antigo entre aquela população. Já existem hoje simulados no Pontal da Barra, por causa da Braskem, e no Tabuleiro do Martins, por causa do gás Butano”, explica o coordenador municipal de Defesa Civil, coronel Antônio Campos de Almeida.

O simulado de evacuação faz parte do programa Alerta e Preparação de Comunidades para Emergências Locais, o Apell. Trata-se de um exercício do programa criado em 1987 pela Organização das Nações Unidas (ONU), com a proposta de auxiliar governos, visando minimizar causas e efeitos de acidentes industriais.

O Apell foi implantado em Alagoas no ano de 1993, através do decreto governamental nº. 35.748. Em 31 de julho de 2000, a lei nº. 6.171 integrou o programa ao Sistema Estadual de Defesa Civil. Cinco meses depois, o decreto nº. 38.652 regulamentou o Apell.

Para os simulados de evasão, a Prefeitura de Maceió mobiliza as equipes da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec), da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) e da Guarda Municipal. Participam do exercício técnicos de empresas como Braskem, Algás e Transpetro, a comunidade do bairro a ser evacuado, além de órgãos públicos das áreas de saúde, segurança e meio ambiente.

O objetivo é garantir à comunidade e ao meio ambiente da região as condições de segurança e proteção em caso de acidente que justifique a mobilização dos órgãos públicos e privados na orientação, monitoramento e evasão das pessoas localizadas na área de influência. No caso do Pontal da Barra, o bairro é cortado por dutos da Transpetro e da Algás, além de abrigar a Unidade Cloro Soda da Braskem. 

Primeira Edição © 2011