Líder no Senado pede que PR reveja decisão de romper com governo

Ontem à noite, ele se reuniu com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, para tentar conter a crise entre Congresso e governo.

15/03/2012 15:17

A- A+

Folha

compartilhar:

O líder do governo no Senado, Eduardo Braga (PMDB-AM), pediu nesta quinta-feira (15) que o PR reveja sua decisão de rompimento com o Planalto.

Ontem à noite, ele se reuniu com a presidente Dilma Rousseff, no Palácio do Planalto, para tentar conter a crise entre Congresso e governo.

No fim da tarde de ontem, depois de se reunir com a ministra Ideli Salvatti (Relações Institucionais), o líder do PR, senador Blairo Maggi (MT), disse que os sete senadores do partido estavam rompidos com o governo e passariam para a oposição. Segundo Maggi, o governo decidiu manter Paulo Sérgio Passos no Ministério dos Transportes e ofereceu ao partido duas estatais.

O PR vinha pedindo à presidente, desde julho do ano passado, quando Alfredo Nascimento foi destituído do cargo, que nomeasse outra pessoa do partido. Passos é filiado ao PR, mas o comando partidário não se sente representado por ele.

Braga afirmou que o PR tomou a decisão sem levar em conta sua escolha como novo interlocutor político com o governo. "Não entendi a posição do PR, fui surpreendido. Ainda estávamos em negociação, eu estava conversando com Blairo e com a presidente", disse. O líder disse que não continuará as conversar com o PR se mantiver a decisão de romper com o governo e continuar agindo de forma "instransigente".

Braga disse que o Planalto não encerrou as negociações com o partido. Mas a declaração do líder vai na contramão da ministra Ideli. Ela disse a Maggi, ontem, que o governo não reveria o nome de Passos nos Transportes.

Primeira Edição © 2011