Eleição russa foi enviesada em favor de Putin, dizem monitores

05/03/2012 06:20

A- A+

Reuters

compartilhar:

As eleições presidenciais na Rússia foram injustas e claramente enviesadas em favor do primeiro-ministro Vladimir Putin, afirmaram monitores internacionais da votação num relatório nesta segunda-feira.

Observadores internacionais afirmaram que Putin, que recebeu 64 por cento dos votos de acordo com os resultados oficiais, teve clara vantagem sobre seus rivais na mídia e que recursos do Estado foram usados em nível regional para apoiar a sua candidatura para o terceiro mandato presidencial.

"Não havia uma competição real e o abuso de recursos do governo asseguraram que o vencedor final das eleições nunca fosse uma dúvida", disse um dos monitores da Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), Tonino Picula, no comunicado.

"O sentido das eleições é que o resultado deve ser incerto. Este não foi o caso da Rússia", completou. "De acordo com a nossa avaliação, essas eleições foram injustas."

Monitores de uma equipe da OSCE em conjunto com o Assembleia Parlamentar do Conselho da Europa também pediram para que supostas violações eleitorais na votação de domingo fossem profundamente investigadas.

Na avaliação dos observadores, o dia da votação foi visto como positivo, mas a contagem dos votos foi considerada negativa em quase um terço das seções eleitorais observadas.

Primeira Edição © 2011