Técnico do ASA lamenta não desfrutar vantagem dos 5 a 0 aplicado no Corinthians

O Tricolor precisa vencer o Alvinegro pelo simples placar de 1 a 0 para levar o jogo para prorrogação

17/02/2012 12:12

A- A+

Marcelo Alves

compartilhar:

O técnico Heriberto da Cunha, do ASA, está insatisfeito com o regulamento do Campeonato Alagoano que não prioriza a vantagem do placar de 5 a 0 que o Alvinegro aplicou no Corinthians, na última quinta-feira (16), no estádio Coaracy da Mata Fonseca, em Arapiraca. 

De acordo com o que rege o regulamento em seu artigo 5º, parágrafo segundo, que trata da semifinal da competição, se houver empate por pontos ganhos após qualquer série dos dois jogos, serão obedecidos os seguintes critérios: prorrogação e se terminar empatado o finalista será conhecido após cobrança de pênaltis de acordo conforme critérios adotados pela International Board.

Na prática, se o Tricolor vencer o Alvinegro pelo placar simples de 1 a 0, a partida irá para a prorrogação aonde será definido o finalista. E se ao final da prorrogação, o jogo terminar empatado, o finalista será conhecido após penalidade.

“Lamento esses gols não terem privilégio nenhum. Você vence o jogo (por 5 a 0) e perde de 1 a 0 pode até ficar de fora (da final)”, lamentou Heriberto da Cunha. Para o treinador do ASA, o regulamento beneficia a equipe sabe jogar defensivamente.

EMPATE – Apesar de não poder contar com a vantagem do placar, o ASA pode, sim, tirar proveito da vitória. Isso porque, com o resultado o Alvinegro soma três pontos e vai para partida de volta precisando apenas empatar para ficar com a vaga da final do Primeiro Turno do Estadual.

Primeira Edição © 2011