Willian José faz três gols e é expulso, na vitória de 3 a 1 do SP sobre Paulista

Time de Leão tem atuação irregular, mas sai de campo com a vitória por 3 a 1 e chega à segunda colocação no Paulistão, com 17 pontos

16/02/2012 20:26

A- A+

GLOBOESPORTE.COM

compartilhar:

Quatro dias após a derrota para o Corinthians no Pacaembu, o São Paulo deu pequenos sinais de recuperação na noite desta quinta-feira, ao vencer o Paulista por 3 a 1, no Morumbi. Diante de um pequeno público (5.658 pagantes, com renda de R$ 133.476,00), é bem verdade que a equipe comandada por Emerson Leão novamente mostrou irregularidade. Fez um belo primeiro tempo, abriu 2 a 0, mas depois caiu na etapa final. O jogo terminou 3 a 1, mas o Paulista teve até pênalti desperdiçado. Pior: nervoso, o Tricolor viu dois jogadores sendo expulsos - Paulo Miranda e Willian José.

O atacante, aliás, teve uma noite típica do Luis Fabiano dos velhos tempos: fez três gols, mas depois perdeu a cabeça e recebeu cartão vermelho por pontapé em Júnior Alves. Que ironia: substituto do Fabuloso, Willian José aproveitou a brecha e chegou a sete gols no Paulistão, dividindo a artilharia do Paulistão com Hernane, do Mogi Mirim, mas terá de cumprir suspensão e vai a julgamento no TJD (ainda sem data marcada) justamente no momento em que o titular entra na fase final de recuperação de lesão.

Com o resultado, o Tricolor foi aos 17 pontos, ao lado de Corinthians e Palmeiras, na segunda colocação. O líder é o surpreendente Guarani, que venceu o Comercial fora de casa e chegou a 19 pontos.

Vale lembrar que os rivais de Parque São Jorge e Palestra Itália ainda vão atuar pela sétima rodada - o primeiro pega o São Caetano no ABC e o segundo, o Guaratinguetá no Vale do Paraíba. Já o Paulista sofreu sua terceira derrota seguida e permaneceu com 13 pontos, na quinta colocação na tabela. As duas equipes voltarão a campo na próxima semana. Na quarta-feira, dia 22, o São Paulo irá até Bragança Paulista para enfrentar o Bragantino. Já o Paulista buscará a reabilitação diante do Botafogo, no estádio Jayme Cintra, em Jundiaí.
 

Primeira Edição © 2011