Comissões Intergestores Regionais definem diretrizes para Saúde

Representante do Ministério da Saúde destaca pioneirismo de Alagoas nas ações em rede

10/02/2012 15:52

A- A+

Ascom/Sesau

compartilhar:

A primeira reunião ordinária das Comissões Intergestores Regionais (CIR) reuniu os gestores de Saúde dos 102 municípios alagoanos que compõem as dez comissões – correspondentes ao número de regiões. O encontro ocorreu no auditório do hotel Maceió Mar, na manhã desta sexta-feira (10) e contou com a presença do secretário de Estado da Saúde, Alexandre Toledo, e representantes do Ministério da Saúde.

“Planejar e organizar o funcionamento das comissões para 2012, definindo novas diretrizes de atuação” é o objetivo da reunião, de acordo com a diretora de Gestão e Participação Social, Lenise Abreu. O encontro também discutiu, por meio de painel temático, acerca do Decreto 7.508/11 e sua operacionalização, o Plano Diretor de Regionalização (PDR), a organização da Rede de Atenção à Saúde e o regimento interno.

Durante a mesa de abertura, o secretário Alexandre Toledo enfatizou a importância dos técnicos da secretaria na organização da Saúde. “Precisamos fazer algo que transforme o Estado. E os técnicos têm esse papel de apresentar ao gestor do município que é preciso trabalhar a organização do Sistema Único de Saúde”, disse.

Segundo Pedro Madeiro, presidente do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de Alagoas (Cosems/AL), este ano, Alagoas pode avançar e muito na regionalização da Saúde. “Vivemos um momento de possibilidade de criar o primeiro consórcio de serviço público de Saúde. Essa é uma das grandes saídas da Saúde no estado”, afirmou.

“Alagoas é referência no Brasil na implementação do decreto 7.508/11, por questões concretas de agenda atuante e objetivos claros. Estamos aqui para pautar essa implantação. E para isso é preciso fornecer força política e técnica aos colegiados para implantação do decreto. É necessário ainda trabalhar em rede, somar esforços e construir uma gestão solidária”, falou a representante do Ministério da Saúde, Mônica Sampaio.

Em relação aos consórcios, que estão na agenda prioritária da Saúde de Alagoas, a representante do Ministério da Saúde explicou que eles potencializam o conjunto de ações do decreto. Ainda segundo Mônica Sampaio, o Ministério da Saúde apoia o pioneirismo do Estado de Alagoas na organização do Sistema Único de Saúde (SUS).

Durante o evento, o primeiro painel temático apresentando foi sobre o decreto 7.508/11, pelo técnico da Sesau Joellyngton Medeiros.A mesa de abertura foi mediada pela secretária de Saúde de Lagoa da Canoa, Kátia Betina e coordenadora do CIR/AL.
 

Primeira Edição © 2011