Estudo mostra que olhar seios diariamente pode prolongar a expectativa de vida dos homens

Uma das regiões do corpo que mais preocupa as mulheres, tratamentos não invasivos podem gerar resultados rápidos e expressivos nos seios femininos

30/01/2012 13:06

A- A+

Divulgação

compartilhar:

Além da questão estética e da própria saúde, as mulheres que cuidam dos seios podem estar contribuindo com a longevidade de vida dos homens. Como não há cunho sexual, essa relação pode parecer absurda, mas não é. Segundo matéria publicada no

New England Journal of Medicine, um estudo mostra que olhar um par de seios durante dez minutos por dia pode prolongar a expectativa de vida dos homens em até cinco anos e equivale a 30 minutos diários de exercício aeróbico. Depois de comparar a saúde de 200 pacientes do sexo masculino, 100 dos quais instruídos para ver seios diariamente, a pesquisa revelou que os observadores desta parte da anatomia feminina tinham menor pressão arterial e mostraram menos propensos a desenvolver doenças coronarianas.

Historicamente, a região dos seios sempre foi uma das preferidas do público masculino, além de exprimir a essência feminina, tal qual a pureza de gestos como a amamentação. Vaidosas e conscientes da importância de cuidar do corpo e manter a auto-estima alta, os seios foram uma das partes do corpo que as mulheres mais investiram em tratamentos nos últimos anos. O número de mulheres que se tornaram adeptas das próteses de silicone cresceu consideravelmente. Mas, é grande também a procura por tratamento estético para tratar essa região, como o da tonificação da pele das mamas, visando retardar uma cirurgia ou até mesmo para aquelas pessoas que não gostariam de passar por um procedimento cirúrgico.

O que poucas mulheres sabem é que é possível obter resultados rápidos e eficazes sem ter que sofrer com todas as etapas pertinentes a procedimentos cirúrgicos adequados. O esteticista e cosmetólogo Orlando Sanches conta que o tratamento realizado com radiofrequência, especificamente através do aparelho Spectra G2, proporciona grandes resultados. “Durante a aplicação o colágeno da pele das mamas sofre uma pequena desestruturação, induzindo o corpo a produzir novas e mais fortes fibras de sustentação, diminuindo a flacidez da pele e estimulando ela a se tornar mais rígida, com maior brilho e hidratação”, explica Orlando Sanches. "Devido à contração imediata que o colágeno sofre, os resultados já podem ser visualizados a partir da primeira aplicação".

A fisioterapeuta da Tone Derm, empresa que fabrica o equipamento de radiofrequência Spectra G2, Mariângela Bizeli explica que a maneira correta de aplicar o produto durante as sessões é movimentando a manopla de baixo para cima, no sentido de elevar o ligamento suspensor da mama. "É importante alertar que não se deve aplicar sobre a aréola e mamilos por essas regiões serem de grande sensibilidade e também por tratar-se de glândula mamária".

Segundo os especialistas, são necessárias no mínimo seis aplicações, com intervalos semanais. O tratamento é contra-indicado para pessoas que não podem receber aplicação de equipamentos eletroterápicos, como gestantes, cardiopatas e portadores de pinos ou placas metálicas. E para manter os resultados obtidos após as sessões, o esteticista e cosmetólogo Orlando Sanches dá a receita. "Manter a pele da região extremamente hidratada e regenerada com o uso de cremes baseados em “Growth Factors” – fatores de crescimento humano específicos para a ativação de colágeno". 

Primeira Edição © 2011