Sport vence o CSA por 1 a 0, sem precisar escalar Anderson Cabeção

Gol do time de Atalaia foi Marcão pelo meia Paulinho

28/01/2012 14:11

A- A+

Marcelo Alves

compartilhar:

Bem que o diretor-executivo do Sport, Júnior Vigário, tinha dito na última quinta-feira (26), que o CSA estava mais preocupado com a possibilidade de o volante Anderson Cabeção quebrar o contrato e jogar, do que com a equipe de Atalaia”. Por conta dessa preocupação, O Azulão acabou derrotado para a equipe de Atalaia por 1 a 0, com o gol do meia Paulinho e as defesas de Jefferson que também contribuiu para o resultado. Com a vitória, o Sport sobe para a quarta colocação com sete pontos. Já o CSA desceu para a sétima colocação com seis pontos. 

1º TEMPO – Como estava jogando em casa, o Sport partiu para cima do CSA, assim mesmo, sem a presença do volante Anderson Cabeção. Em sua primeira jogada de contrata-ataque bem trabalhada. Nesse lance a bola sobrou para Paulinho. O jogador dominou na entrada grande área e chutou cruzado no canto esquerdo do goleiro Flávio. O arqueiro do CSA foi em direção à bola, mas não conseguiu evitar o gol do Sport, aos sete minutos. Sport 1 x 0 CSA.

O time azulino sentiu o gol e a equipe do Sport se aproveitou para se impor em campo e ditar o ritmo da partida. Aos 18 minutos, o Azulão perdeu uma chance clara de gol. Livre de frente para o gol vazio, após saída errada do goleiro Jefferson, o zagueiro Leandro colocou a bola por cima do gol.

Inconformado com a atuação de sua equipe, o técnico Celso Teixeira tirou o Lima e colocou o Leis. A alteração surtiu efeito positivo. Aos 23 minutos, Edson Di recebeu cruzamento do lado direito, mas ao arrematar chutou a bola por cima do gol do Sport.

Minutos depois, Washington arriscou de longe. A bola tinha endereço certo, mas o goleiro Jefferson de pontas de dedo mudou o destino da redonda e colocou para escanteio.

Aos 40 minutos, o Sport deu o troco. Da silva recebeu bola em rápido contrata-ataque. O atacante penetrou a grande área ficou cara a cara com o goleiro Flávio. Da Silva tentou colocar a bola por baixo do arqueiro do CSA. Mas Flávio se agigantou à frente de Da Silva e fez a defesa.

2º TEMPO – No começo da etapa final, o técnico Celso Teixeira foi obrigado a fazer a segunda alteração. O treinador azulino tirou o Claudinho e colocou o zagueiro Aderaldo para jogar improvisado na lateral-esquerda.

Com a vantagem no placar, o Sport diminuiu o ritmo. Diante dessa situação, o Azulão aproveitou a oportunidade para partir para cima e empatar a partida. O meia Alisson perdeu duas grandes chances. Na primeira oportunidade, Alisson soltou uma bomba que explodiu no travessão do goleiro Jefferson. Na segunda, o meia recebeu bola na marca do pênalti, cara a cara com o gol. Mas por excesso de preciosismo, o jogador quis finalizar de três dedos, acabou colocando a bola para fora.

Mantendo o domínio do jogo, o Azulão continuou pressionando, mas errando no momento do arremate para o gol. Para tentar consertar, Celso Teixeria tirou Edson Di e colocou o atacante Roni.

Com um maior poder ofensivo, o goleiro Jefferson teve que trabalhar ainda mais em campo. O arqueiro do Sport fez defesas milagrosas em lances seguidos de oportunidades de gol que o Azulão criou.

Mesmo acuado em campo e diante de um forte poder de fogo do time azulino, o técnico Lino promoveu a estreia do atacante Catanha no lugar de Felipe, que deixou o campo sentindo dores musculares.

Mas antes de entrar em campo o atacante recebeu cartão amarelo. Catanha fazia o aquecimento antes de ir para o jogo e quando e repente chutou a bandeirinha do escanteio, no instante que o meia Washington, do CSA, ia fazer a cobrança do tiro de canto.

E aos 47 minutos, Jefferson faz mais outra grande defesa em chute de Paulinho Marília e garante a vitória do Sport por 1 a 0 sobre o CSA.
 

Primeira Edição © 2011