Aposentada encontra tartaruga morta na praia do Sobral e Biota deve realizar soltura de novos filhotes

Animal foi encontrado por aposentada, mas Instituto Biota não pode atender ocorrência por conta de nascimento de filhotes

27/01/2012 07:32

A- A+

Jessica Pacheco

compartilhar:

Nas primeiras horas da manhã desta sexta-feira (27), a reportagem do Primeira Edição flagrou uma cena triste, mas comum, nas praias de Maceió. Dessa vez, a suja praia do Sobral foi palco para mais uma registro negativo de encalhe e morte de tartaruga marinha.

O animal foi encontrado pela aposentada, Edleusa Moraes, por volta das 6 horas desta manhã, quando a mesma caminhava pela areia da praia. Com pena do animal e sem saber o que fazer, a aposentada ficou por horas esperando uma ‘ajuda’.

Jessica Pacheco“Eu estava passando e vi um monte de urubu em cima de alguma coisa, pensei que fosse um cachorro ou um gato, nunca imaginei que pudesse ser uma tartaruga, nunca vi antes”, disse ela. “Afastei o urubus, chamei o pessoal pra me ajudar aqui, mas ninguém deu muito valor. Dá pena deixá-la ser devorada pelos urubus”, explicou.

A reportagem do Primeira Edição acionou o Instituto Biota de Conservação para realizar os procedimentos adequados, mas infelizmente a ocorrência não pode ser atendida na ocasião já que o Instituto estava atendendo a outra ocorrência no momento.

“Nós fomos avisados que estão nascendo tartarugas em um dos ninhos lá no Riacho Doce, e no momento nós preferimos dar prioridade aos que estão vivos”, explicou o diretor do Instituto, Bruno Stefanis.

Alguns curiosos chegaram ao local. “Isso aqui é peça rara”, disse um dos populares querendo levar o animal para arrancar-lhes o casco, mas os demais evitaram.

Jessica Pacheco

A tartaruga ainda se encontra no local.

“Se ela estivesse viva, eu passava o dia aqui cuidado até quando o Instituto pudesse chegar”, disse ela.

Novos filhotes

Como não podia fazer mais nada pelo animal encalhado e morto na praia do Sobral, os voluntários do Instituto Biota voltaram suas atenções para o ninho que dá os primeiros sinais de vida.

Arquivo PE

No ‘berçário’ das tartaruguinhas, localizado ao lado do Bar do Titio, na praia do Mirante, o ninho já está sendo monitorado. Os voluntários aguardam a saída das tartaruguinhas, que deve acontecer até o final da tarde.

Jessica Pacheco

“Nós fomos avisados pelos funcionários o Bar do Titio e estamos monitorando o ninho. Até o final da tarde o nascimento deve está completo”, disse Bruno. “Convidamos toda população a compartilhar esse momento mágico conosco”, diz o convite do Instituto Biota. A soltura dos filhotes ao mar deve ser realizada às 17h30, no Bar do Titio – onde estão os ninhos –, na praia do Mirante.

Esse ninho, foi adotado pela Farmácia Nossa Senhora da Conceição, através do Programa Adote Um Ninho e pertence a uma desova de uma tartaruga-de-pente (Eretmochelys imbricata) no último dia 4 de dezembro de 2011. Segundo o Instituto, foram postados 115 ovos, postados na praia da Jatiúca e que foram removidos para o local.
 

galeria de fotos seta

Primeira Edição © 2011