Milhares de egípcios celebram 1 ano da revolução na Praça Tahrir

25/01/2012 05:38

A- A+

EFE

compartilhar:

Milhares de egípcios estão reunidos na emblemática Praça Tahrir, no Cairo, para celebrar em clima de festa e ao mesmo tempo de reivindicação o primeiro aniversário da revolução que derrubou o ex-presidente Hosni Mubarak.

Como constatou a Agência Efe, há uma grande presença de seguidores islâmicos, muitos com bandeiras do Partido Liberdade e Justiça, braço político da Irmandade Muçulmana, além de inúmeras famílias que se dirigem à praça com crianças para aproveitar o feriado.

Um grande cartaz colocado em Tahrir sintetiza de forma precisa a sensação geral: 'A revolução continuará até que se cumpram suas exigências'.

Hoda Kawsy, uma dona de casa de 53 anos, foi à Praça Tahrir com uma amiga, assim como fez há um ano, quando começavam os 18 dias de protestos que derrubaram Mubarak.

'Viemos protestar para que a revolução continue. Até agora houve poucas mudanças porque a Junta Militar cometeu muitos erros, como o plebiscito de março (para aprovar várias emendas constitucionais)', explicou à Efe.

A mulher reiterou que deseja que os militares 'se desvinculem totalmente do poder político'.

No centro da praça, onde cada vez é possível ver mais barracas instaladas, foi colocada uma enorme pira com hieróglifos egípcios e uma chama sobre a qual está escrito: 'Revolução de 25 de Janeiro'.

Em um lado da praça, para aproveitar a corrente de solidariedade gerada, uma ambulância está coletando doações de sangue para os hospitais do Cairo.

Ao longo da manhã, a afluência na praça vai aumentando, e espera-se que nas próximas horas alcance seu ápice.

Primeira Edição © 2011