Condenação de ex-deputado a 103 anos de prisão repercute na imprensa internacional

24/01/2012 06:00

A- A+

Redação com Justiça Federal

compartilhar:

Em nota enviada à imprensa, a assessoria de comunicação da Justiça Federal do Estado de Alagoas divulgou que o resultado do Tribunal do Júri que condenou o mandante e os autores materiais pela morte da deputada federal Ceci Cunha, seu marido e dois familiares foi destaque na imprensa internacional.

A matéria foi originalmente redigida e publicada pela Agência de Notícias “Associated Press”. Depois foi divulgada por diversos sites internacionais de notícias:

WASHINGTON POST



NEW YORK TIMES


CHICAGO TRIBUNE



BBC



CBS NEWS


FOX NEWS



NPR


USA TODAY


LAS VEGAS SUN



FOX RENO.COM


HERALD ONLINE



KING 5


CENTRE DAILY.COM


KTAR.COM


CBS ATLANTA


CONTACTO LATINO


NEW JERSEY HERALD


KANSAS CITY


JAMAICA OBSERVER


THE JOURNAL. IE


O Tribunal do Júri do caso Ceci Cunha foi presidido pelo juiz federal titular da 1ª Vara, André Luís Maia Tobias Granja, com sentença condenatória para o ex-deputado e médico Talvane Luiz Gama de Albuquerque Neto a 103 anos e 4 meses de reclusão pela morte da médica e deputada federal Josefa Santos Cunha (Ceci Cunha), do seu marido Juvenal Cunha e dos parentes Iran Carlos Maranhão e Ítala Maranhão. A chacina foi cometida no dia 16 de dezembro de 1998, com pistolas e armas de caça.

Foram condenados também os seguranças de Talvane Albuquerque: Jadielson Barbosa da Silva, a 105 anos de reclusão; José Alexandre dos Santos, a 105 anos de prisão; Alécio César Alves Vasco, a 87 anos e 3 meses e Mendonça Medeiros Silva, a 75 anos e 7 meses, todos em regime fechado.

Primeira Edição © 2011