Fragoso coloca réus na cena do crime através de ligações telefônicas

“Em 17 anos, não conheço processo que grite o nome do acusado como este. Não há duvida que foram eles'', afirma advogado

18/01/2012 08:48

A- A+

Marcela Oliveira

compartilhar:

O advogado José Fragoso deu continuidade às acusações colocando os cinco réus na cena do crime a partir de telefonemas dados no dia da chacina.

Ele voltou a ilustrar o percurso feito por Ceci logo que saiu de sua diplomação no Fórum, no Barro Duro, seguindo pela Via Expressa até o Posto da Polícia Rodoviária Federal, no Tabuleiro, contornando e saindo na Avenida Durval de Góes Monteiro e depois seguindo para a Gruta de Lourdes.

Com extrato telefônico utilizado pelos acusados, Fragoso mostrou várias ligações que fizeram um pouco antes do crime feitas exatamente de pontos incluídos no trajeto da deputada.

“Em 17 anos, não conheço processo que grite o nome do acusado como este. Não há duvida que foram eles. O choro de José Alexandre não me comove. Se ele não tivesse participado teria dito a quem entregou o celular. Ele entrou para matar. Ele disse aqui que não sabe dirigir carro. Saber com o quê eles não contavam? Não contavam que a policia descobrisse esses dois celulares’’.

Em seguida, ainda com o histórico das ligações, que utilizaram como rota de fuga o município de Atalaia, localizado próximo a Chã do Pilar, onde o carro utilizado no crime foi desovado.

‘’Não há duvidas de que eles serão condenados. É isso o que espera a sociedade alagoana’’, afirmou o advogado.

Após 2h50, a acusação concluiu e o juiz André Granja deu intervalo de cinco minutos.
 

Primeira Edição © 2011