Técnico do CSA é liberado para ficar no banco de reservas contra o CRB

Diogo Teotônio acatou mandado de garantia impetrado pelo Azulão se baseando no artigo 171 da CBJD

13/01/2012 15:56

A- A+

Marcelo Alves

compartilhar:

No apagar das luzes, o técnico Celso Teixeira conseguiu a liberação do Tribunal de Justiça Desportiva de Alagoas (TJD/AL) e para ficar no banco de reservas para comandar o CSA no clássico contra o CRB neste sábado (14), no estádio Rei Pelé, às 17h. A liminar foi concedida pelo presidente do TJD/AL, Diogo Teotônio, em entrevista ao jornalista Widerlan Araújo, da Rádio Jornal. A punição de seis jogos foi convertida em pena pecuniária. Celso Teixeira vai ter que pagar 36 cestas básicas e ainda terá que ministrar 6 horas/aulas sobre a matéria Disciplina na Prática Esportiva, em instituições educacionais.

A conversão de pena e liberação do técnico Celso Teixeira para comandar o Azulão foi baseada no artigo 171 da Confederação Brasileira de Justiça Desportiva (CBJD), no parágrafo 1º que rege o seguinte: “Quando a suspensão não puder ser cumprida na mesma competição, campeonato ou torneio em que se verificou a infração, deverá ser cumprida na partida, prova ou equivalente subsequente de competição, campeonato ou torneio realizado pela mesma entidade de administração ou, desde que requerido pelo punido e a critério do Presidente do órgão judicante, na forma de medida de interesse social”.

Baseado no que concerne o parágrafo 1º do artigo 171, Diogo Teotônio aplicou a medida substitutiva. “Ele pagará agora uma pena social com medidas de interesse social”, disse.

O departamento-jurídico do CSA conseguiu impetrar o mandado garantia de converter na totalidade ou parcialmente a suspensão da pena de Celso Teixeira. O pedido foi protocolado e encaminhado ao presidente do TJD/AL que analisou e, em seu entendimento, acatou o pedido e concluiu que o treinador teria do CSA teria, sim, o direito de converter a pena, baseado no artigo 171.
 

Primeira Edição © 2011