Polícia ainda não concluiu inquérito do acidente em Feira Grande

Uma foto do motorista pode ser divulgada hoje. Ele é considerado foragido

11/01/2012 06:34

A- A+

Marigleide Moura

compartilhar:

Após um mês, o inquérito policial que investiga as causas da tragédia que matou 11 pessoas e deixou 20 feridas no dia 08 de dezembro, na cidade de Feira Grande, durante uma procissão, ainda não foi concluído. Segundo a delegada responsável, Maria Fernandes Porto, o laudo com as possíveis causas do acidente não foi entregue e o motorista da caçamba que provocou o acidente continua foragido.

Otávio Nunes Cadete Neto, 22 anos, que conduzia a caçamba, teve a prisão preventiva decretada pela Justiça, mas até o momento não se apresentou. Ele é considerado foragido da Justiça. Já a proprietária do veículo, Ana Cristina Alves, também intimada para prestar esclarecimentos sobre o caso, pode se apresentar a qualquer momento na delegacia da cidade de Feira Grande.

Em entrevista por telefone, a delegada informou que o advogado de defesa da proprietária da caçamba entrou em contato com a polícia. “O advogado nos informou que ela pode se apresentar essa semana. Estamos aguardando, pois seu depoimento será muito importante”, declarou Maria Fernandes.

Ainda segundo a delegada, uma foto do motorista pode ser divulgada ainda hoje pela polícia. “Estamos para receber uma foto do acusado, vamos repassar para a imprensa e espalhar, isso vai ajudar na identificação”, disse.

O caso

Fiéis participavam da procissão de Nossa Senhora da Conceição, no dia 8 de dezembro, na cidade de Feira Grande, quando uma caçamba carregada de areia perdeu o controle enquanto descia uma ladeira e atingiu várias pessoas e veículos.

Houve uma explosão, parte da cidade ficou sem energia elétrica. Ao todo, onze pessoas morreram e outras 20 ficaram feridas. As vítimas foram conduzidas para a Unidade de Emergência do Agreste e para unidades de saúde da região por equipes do SAMU e do Corpo de Bombeiros.

Primeira Edição © 2011