Déficit comercial britânico cresce acima do esperado em novembro

11/01/2012 06:13

A- A+

Reuters

compartilhar:

O déficit comercial da Grã-Bretanha aumentou mais que o esperado em novembro, revertendo a redução recorde do mês anterior, com as exportações em baixa e as importações de petróleo e produtos químicos subindo a máximas históricas, segundo dados oficiais divulgados nesta quarta-feira.

A agência de estatísticas britânica (ONS) informou que o déficit comercial cresceu para 8,644 bilhões de libras em novembro. Esperava-se um saldo negativo de 8,3 bilhões, contra 7,868 bilhões em outubro.

A ONS disse que o aumento foi induzido por exportações menores para países fora da União Europa e pela importação recorde de químicos.

O déficit britânico com países fora da UE cresceu para 5,021 bilhões de libras em novembro, contra 4,556 bilhões em outubro, em linha com as previsões.

A importação de produtos químicos, inclusive de produtos médicos, subiu 12 por cento no mês, para 4,5 bilhões de libras - o maior valor desde janeiro de 1998.

Já a importação de petróleo aumentou para 4,652 bilhões de libras, outro recorde de alta, embora a balança comercial de petróleo tenha encolhido por conta do aumento das exportações.

Os dados mensais de comércio tendem a ser voláteis, mas os números reforçam a percepção de que a economia britânica está encontrando dificuldade para crescer, podendo até entrar em recessão.

Uma pesquisa nesta semana mostrou que as vendas de exportação das manufatureiras britânicas tiveram a menor expansão desde o fim de 2009, quando a Grã-Bretanha saiu da recessão.

Primeira Edição © 2011