Dilma pede que Haddad fique até a reforma ministerial

Ministro disse que presidente pediu para que ele ficasse 'mais um pouco'; ele deve sair no dia 30

10/01/2012 15:19

A- A+

O Estado de S. Paulo

compartilhar:

O ministro da Educação Fernando Haddad deve ficar no comando do ministério, no mínimo, até a concretização da reforma ministerial. Depois de sair de uma reunião de três horas com a presidente Dilma Rousseff, o ministro disse que a presidente pediu que ele ficasse “mais um pouco” frente à pasta.

Segundo o ministro, a presidente citou a reforma política e pediu que ele não saia agora e aguarde para que toda a mudança seja feita em conjunto. Haddad, que vai deixar o comando da pasta para se dedicar às eleições para a Prefeitura de São Paulo como candidato do PT, se reuniu com a presidente para tratar de vários assuntos relativos ao Ministério da Educação e também sobre a sua saída.

A data prevista inicialmente para Haddad deixar o ministério era a próxima segunda-feira, 16. O ministério trabalha agora com a data de 30 de janeiro.
 

Primeira Edição © 2011