Adoção da floresta retratada em livro é exemplo para empresariado

Livro Mata do Uru, da Posigraf, apoia ações do Programa de Desmatamento Evitado

10/01/2012 05:57

A- A+

Divulgação

compartilhar:

Desenvolvido ao longo de quatro anos, o livro Mata do Uru, da Posigraf, Gráfica do Grupo Positivo, apresenta, em textos e fotos, a história e a biodiversidade da Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) Mata do Uru, área de 131 hectares na região de Lapa, no Paraná.

Bioma ameaçado, a RPPN Mata do Uru pertence à família Campanholo, que vinha lutando há décadas pela preservação desse remanescente de Floresta com Araucárias. Em 2003, a Posigraf adotou a área, garantindo os recursos para a sua conservação. A adoção da Mata do Uru foi o embrião do Programa de Desmatamento Evitado (PDE), desenvolvido em parceria com a Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS). "O PDE expressa a nossa convicção de que a proteção de áreas naturais é de interesse do empresariado, pois a viabilidade das atividades econômicas está diretamente conectada às questões ambientais", afirma Giem Guimarães, presidente da Posigraf.

DivulgaçãoO PDE propôs um novo modelo de conservação dos remanescentes florestais no Brasil, com a atuação direta das corporações na cessão de recursos para a conservação de áreas naturais. Essa ação inovadora promoveu inclusive a criação de uma nova legislação ambiental no Paraná, conta Clóvis Borges, diretor executivo da SPVS. Desde a adoção da Mata do Uru, outras 17 áreas naturais foram adotadas por empresas por meio do PDE, num total de 3 mil hectares protegidos nos estados do Paraná, Santa Catarina e Bahia.

O livro também reafirma a missão e o pioneirismo da Posigraf nas questões ambientais. Parte do maior grupo educacional do país, o Grupo Positivo, busca constantemente a redução dos impactos ambientais nos seus processos produtivos. Com esta visão ecológica conquistou várias certificações e reconhecimentos na área ambiental.

Fruto de boas parcerias

DivulgaçãoO Livro Mata do Uru é resultado de esforços e talentos somados e um bom exemplo da força da união entre empresariado, profissionais liberais, terceiro setor e sociedade civil. A família Campanholo compartilhou não só seu trecho de floresta, mas sua história, memórias e imagens. O belo projeto gráfico é da Positivo Comunicação Gráfica, estúdio de criação da Posigraf. O livro será distribuído gratuitamente para empresários, ambientalistas, formadores de opinião, bibliotecas, instituições de ensino e pesquisa e outros agentes de transformação. "O desejo da Posigraf é que o Livro Mata do Uru seja uma forma de disseminar a necessidade de preservação e o Programa de Desmatamento Evitado por todo o Brasil", afirma Giem Guimarães.

Primeira Edição © 2011