Chuvas em MG expulsam mais de 14 mil pessoas de casa

Estado registra ao menos 12 mortes; tempestade afetou mais de 2,2 milhões de pessoas

09/01/2012 05:34

A- A+

R7

compartilhar:

As chuvas que afetam Minas Gerais já expulsaram mais de 14 mil pessoas de suas casas no Estado. De acordo com último boletim divulgado pela Defesa Civil, nesta segunda-feira (9), são 12.875 desalojados (pessoas que tiveram que sair de casa temporariamente) e 1.240 desabrigados (aqueles que perderam suas casas).

O número de cidades em emergência também aumentou e subiu para 104. No total, o número de cidades afetadas subiu para 157. No Estado, mais de 2,2 milhões de pessoas foram afetadas pelas chuvas e 12 mortes foram registradas. Duas pessoas estão desaparecidas.

O órgão investiga ainda a morte de um rapaz de 28 anos que, segundo relatos, sofreu uma descarga elétrica ao encostar em um poste, enquanto tentava atravessar uma ponte no município de Ponte Nova. Em seguida, o homem foi arrastado pela enxurrada.

Ainda de acordo com o boletim, 5.714 casas foram danificadas pelas chuvas e 131 ficaram totalmente destruídas. As pontes também sofreram diversos estragos no Estado, sendo que 148 foram danificadas e 112 destruídas.

Ouro Preto

A cidade histórica de Minas Gerais, Ouro Preto registrou mais deslizamentos de encostas e assustou os morados. Na última semana, um deslizamento de terra atingiu parte da rodoviária e matou dois taxistas.

Até este domingo, o município registrava 171 deslizamentos com 82 famílias desalojadas, parte delas acomodadas em casas de familiares ou amigos, e 67 famílias desabrigadas, que foram para abrigos providenciados pela Smac (Secretaria de Assistência Social e Cidadania de Ouro Preto).

Ajuda federal

A presidente Dilma Rousseff se reúne nesta segunda-feira (9) às 10h, no Palácio do Planalto, com cinco ministros para avaliar as medidas tomadas para evitar o agravamento da tragédia provocada pela chuva na região Sudeste do país. Neste domingo (8) à noite, o assunto foi discutido em reunião com a presença dos ministros Gleisi Hoffmann (Casa Civil), Fernando Bezerra Coelho (Integração Nacional), Aloizio Mercadante (Ciência, Tecnologia e Inovação), Paulo Passos (Transportes) e Alexandre Padilha (Saúde).

Os temporais afetam o Sudeste do país, principalmente Minas Gerais, embora São Paulo, Rio e o Espírito Santos tenham registrado problemas causados pela chuva e as enchentes. 

Primeira Edição © 2011