Educador quer implantar nos EUA modelo de projeto desenvolvido em Maceió

05/01/2012 15:11

A- A+

Secom

compartilhar:

O projeto “Um kimono para transformar”, idealizado pelo atleta Eduardo Acioly e viabilizado pela Prefeitura de Maceió, por meio das secretarias municipais de Esporte e Lazer (Semel) e de Educação (Semed), agradou ao professor de Educação Física e judô Leonardo Lopes, que reside nos Estados Unidos. Agora, a ideia é aproveitar o modelo que vem dando certo na rede municipal de Educação de Maceió e adaptá-lo à realidade americana para auxiliar jovens e crianças de Nova Iorque.

Implantado na capital alagoana desde 2008, o projeto, que contempla 32 escolas da rede municipal e tem como objetivo combater a evasão escolar, está inserido no programa Mais Educação. A iniciativa conta também com a parceria do Lar São Domingos, que disponibiliza a estrutura necessária.

Com o apoio do prefeito Cícero Almeida, o projeto ganha novos ares e pode resultar num intercâmbio entre atletas de Maceió e de Nova Iorque. “O incentivo dado pelo prefeito Cícero Almeida é fundamental para viabilizar e expandir esse tipo de projeto. Ver um projeto desses sendo adaptado em outro país só reforça a importância do esporte como um elemento educacional”, afirmou o secretário de Esporte e Lazer, Gustavo Toledo.

Na versão americana do projeto, a ação pretende atender uma média de 35 alunos, com idade entre 10 e 21 anos. São crianças e adolescentes carentes ou que cometeram infrações. O professor Leonardo Lopes tornou-se diretor de relações internacionais do projeto e responsável pela expansão e contato com outras localidades.

Primeira Edição © 2011