Shogun cogita lutar UFC de SP após revés em combate do ano

Para a crítica especializada, Maurício Shogun e 'Hendo' fizeram a melhor luta de 2011

04/01/2012 05:21

A- A+

UOL - Esportes

compartilhar:

Ex-campeão dos meio-pesados do UFC, Maurício Shogun foi protagonista ao lado de Dan Henderson do que foi considerada a luta do ano de 2011. Pelo UFC 139, nos EUA, os competidores fizeram um duelo parelho, encerrado após cinco rounds e com vitória do norte-americano. Após um período de férias, o brasileiro começa o ano planejando lentamente os próximos passos depois do revés, mas já com o desejo de voltar a entrar no octógono em frente à torcida brasileira.

O UFC abrirá sua temporada no Rio, no próximo dia 14, e já tem na sua agenda um evento para o mês de maio ou junho, no estádio do Morumbi, em São Paulo, para a final do reality show The Ultimate Fighter, que terá Wanderlei Silva e Vitor Belfort como técnicos. Com os planos de fazer um trabalho de base mais forte para o próximo combate, seria a data e o local ideais para uma retomada.

“Continuamos sem pressa na definição da próxima luta dele. Ele teve uma luta muito dura com o Dan Henderson e veio de duas lutas bem próximas uma com a outra”, afirmou o empresário Eduardo Alonso, sobre as edições do Rio, em que Shogun bateu Griffin em agosto, e a 139, em novembro.

Contra Henderson, o brasileiro apanhou bastante nos três primeiros rounds, recuperou-se a partir da segunda metade do terceiro, mas acabou levando a pior por pontos. Na preparação, uma lesão atrapalhou o brasileiro, que ainda sim conseguiu entregar uma boa apresentação nos EUA.

“Como o combate com Henderson foi sacrificante, estamos com calma, queremos fazer o trabalho com uma boa base. Não sentamos com o UFC - sempre depende da agenda deles - mas não imagino que Shogun lute antes de maio”, afirmou Alonso.

Shogun tirou férias depois do UFC 139 e na próxima semana começa a retomar sua rotina de treinos e compromissos de patrocinadores, às vésperas do UFC Rio. Com isso, também volta a planejar o futuro no Ultimate, em que soma quatro vitórias e quatro derrotas, com direito à conquista do cinturão dos meio-pesados contra Lyoto Machida.

“A vontade é ter o Shogun de volta no UFC de São Paulo, que será um evento grande, com Vitor e Wanderlei e possivelmente uma luta do Anderson. Além disso ele estaria perto da torcida e da família. Mas é apenas uma intenção, sabemos que o UFC tem sua agenda e muitas vezes precisa de bons lutadores antes e depois de um evento grande como o do Brasil ”, explicou o empresário.

Tanto o brasileiro como Dan Henderson ainda não tiveram o próximo combate confirmado pelo UFC. Na categoria deles, a dos meio-pesados, Jon Jones vem de defesa com sucesso do cinturão contra Lyoto Machida. O próximo rival do campeão sairá do confronto entre Rashad Evans e Phil Davis, em 28 dejaneiro.

Primeira Edição © 2011