Pai de modelo assassinado faz greve de fome e se acorrenta em Marechal Deodoro

Acorrentado em uma praça na orla de Marechal, ele pede audiência com governador para evitar que crime fique impune

03/01/2012 07:53

A- A+

Redação

compartilhar:

Inconformado com o assassinato do filho - o modelo Eric Alexandre Ferraz, Edglemes José dos Santos, 51, deu início a uma greve de fome nesta terça-feira (03) para chamar a atenção de autoridades e impedir que o crime fique impune.

Edglemes, que também se acorrentou a uma pedra numa praça da orla de Marechal Deodoro, quer uma audiência com o governador Teotonio Vilela Filho e com o prefeito de Viçosa, Flaubert Filho, para pedir, pessoalmente, garantias de que justiça será feita. Ele afirmou que só se alimentará quando conseguir marcar a reunião.

“Só vou parar quando for confirmado que serei recebido pelo governador, prefeito de Viçosa e pela secretária de turismo de Viçosa. Até às 8h30 do dia 01 tinham morrido 14 pessoas. Se ninguém fizer nada o que vai acontecer nesse Estado?”.

Ainda de acordo com ele, outra pessoa foi atingida pelos disparos efetuados por Judarley Leite de Oliveira. “Foi um terror na cidade. Ele já está acostumado a aprontar isso”, disse acrescentando que algumas pessoas o informaram de que o acusado estaria escondido na casa da avó, em Viçosa.

O crime

Arquivo pessoalEric Alexandre Ferraz, 24 anos, foi morto a tiros na festa de Reveillon na cidade de Viçosa por Judarley Oliveira, segundo apontam investigações da polícia.

Uma amiga da vítima contou que o acusado estava paquerando a namorada de Eric, identificada apenas como Carol, e que ele foi até lá avisar que ela tem namorado. Friamente, Judarley disparou contra o modelo. Segundo informações, ele teria pego o revólver que estava na cintura do irmão, que é policial civil. Após o crime, o acusado fugiu. 

O delegado regional de Viçosa, Belmiro Cavalcante, começa a ouvir hoje as primeiras testemunhas. “Do jeito que o povo daquele lugar [Viçosa] tem medo da família desse marginal, é provável que as únicas testemunhas sejam só a galera que estava com ele”, disse a amiga que preferiu não ter seu nome divulgado.
 

galeria de fotos seta

Primeira Edição © 2011