Governo do Estado apresenta cronograma de implantação de novas indústrias em Alagoas

Indústrias de grande porte serão inauguradas em Alagoas Novos empreendimentos vão diversificar e aquecer a economia do estado; somente nas unidades de PVC e MVC da Braskem serão investidos R$ 1 bilhão

02/01/2012 15:20

A- A+

Ascom/Seplande

compartilhar:

A Secretaria de Estado do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico (Seplande) concluiu o relatório com a implantação e operacionalização de uma série de empreendimentos, entre pequenos, médios e grandes, que serão implantados em 2012. As novas unidades de PVC e MVC da Braskem, com investimentos na ordem de R$ 1 bilhão, e a Krona Tubos e Conexões, que deve ser inaugurada no primeiro semestre deste ano, são algumas das empresas âncoras que irão fortalecer a economia alagoana.

As novas fábricas da Braskem têm a inauguração prevista para maio e irão duplicar a capacidade de produção de PVC em Alagoas, que atingirá 460 mil toneladas por ano.
 “Seremos o maior produtor de PVC da América Latina. Vale ressaltar que este é o maior investimento já feito pela Braskem em um único projeto”, afirma o secretário do Planejamento e do Desenvolvimento Econômico, Luiz Otavio Gomes.

Segundo ele, a nova planta da Braskem, situada no Polo Industrial José Aprígio Vilela, possibilitará a atração de novos empreendimentos, uma vez que Alagoas se tornará um núcleo de fornecimento de matéria-prima para a cadeia vinílica. “Além disso, também está sendo construída uma fábrica da White Martins, que irá fornecer o oxigênio necessário para as novas unidades de PVC e MVC. Ao total, mais de 3 mil pessoas trabalham atualmente nessas construções”, acrescenta Luiz Otavio Gomes.Também localizada no Polo José Aprígio Vilela, a Krona Tubos e Conexões irá gerar 150 empregos diretos e 480 indiretos. Mais de 75% da obra está concluída e, em sua primeira fase, serão fabricados tubos. Três meses após a sua inauguração, a Krona passa a produzir conexões e, em sua última fase, está planejada a produção de caixas d’água.

O investimento total é de cerca de R$ 75 milhões.Outro grande empreendimento em fase de construção em Alagoas é a Bauducco. A construção da fábrica deve ser finalizada em dezembro deste ano e o grupo Panduratta revelou já ter investido mais de R$ 16 milhões no estado. Para viabilizar a produção, já foram adquiridas duas máquinas de biscoito Waffer, que se encontram no Centro de Distribuição (CD) de Recife.

O grupo ressalta que a indústria alagoana, localizada em Rio Largo, terá o perfil semelhante a de Minas Gerais, que se enquadra como uma das maiores do país.O secretário adjunto do Desenvolvimento Econômico, Keylle Lima, também destaca para o final de 2012 a inauguração da indústria Neotelha, que produz telhas de PVC e outros acessórios. “Mais de 100 empregos diretos serão gerados no Polo José Aprígio Vilela e a capacidade de produção é superior a 18 mil toneladas por mês”, detalha.

Entre as empresas de pequeno porte que serão inauguradas neste ano, destacam-se a Renove Energia de Biomassa, localizada em Rio Largo, e a Alagoas Pré-Moldados, Pratense Química, e Solidez, que serão implantadas no Núcleo Industrial Bernardo Oiticica I, o antigo NI BR 104.

“A pedra fundamental das indústrias Alagoas Cimento, com investimento na ordem de R$ 23 milhões de investimentos, e Ourofértil Nordeste, que produz fertilizantes mistos, serão lançadas este ano”, finalizou o secretário adjunto Keylle Lima.
 

Primeira Edição © 2011