seta

66 postagens no blog

Empresário, Professor, Pós-graduado em Humanas, e Bacharel no curso de Direito Atuou na área Social e de Responsabilidade Social, ajudou na implantação e implementação do Instituto para o Desenvolvimento Social e Ecológico (IDESE) - OSCIP da Usina Coruripe.

Vencer fora da Copa

16/07/2014 16:56

Copa do Mundo no Brasil...

Seleção Brasileira...

jogo...

 

Enfim, foi um clima bom demais e muito favorável para todos nós brasileiros, mas, não propriamente nos jogos onde no final, os jogadores assim como o povo, não gozaram do objetivo maior, diante das derrotas frente ao futebol alemão e holandês, futebol esse que, mesmo sendo derrotados em copas anteriores, sempre se mostrou organizado e bem administrado nas quatro linhas e fora delas.

 

Vale lembrar, que fica muito propício, e tende a sair na frente, aquele que possui em sua base, em seu alicerce, a busca pela organização, seja ela em qualquer âmbito. Algo bem observado num país que tem como missão o entrosamento cultural, educacional e porque não, esportivo.

 

O detalhe, é que isso pode ser alcançado por muitos outros no mundo, sem “mágica” alguma, sem precisar sonhar com tal feito... Basta uma boa dose de investimento financeiro, e atender ao pedido de todos no "querer vencer". Com isso, o caminho fica muito mais ameno e favorável, até porque, mesmo uma Seleção não conseguindo tal êxito ou vitória numa copa do mundo, ao final dessa jornada, o povo sairá vitorioso, com pontos positivos a serem comemodos.

 

O Brasil é bom em muitos aspectos perante seu povo, mas precisa querer mais... Precisa buscar mais.... Investir mais...

 

Precisa mesmo é ter essa "gana" pela vitória, pelo 1º lugar no pódio, não somente no futebol, ou nos demais esportes. Precisa ter vontade de querer que o Brasil suba no pódio também dos aspectos sociais.

seta

Torcer ou não torcer... Eis a questão.

12/06/2014 07:51

O que devemos fazer agora, torcer pelo Brasil ou protestar?

Vejo como válido os dois polos dessa discussão que tanto vem sendo comentado em muitos dos sites e áreas da comunicação deste país, porém, diante do ponta pé inicial para este evento tão marcante no mundo, acredito não ser tão propício para este momento de pura euforia, a aglomeração de ideias e pessoas realizando manifestações, parando trânsito, queimando pneus, ou fazendo qualquer tipo de baderna em ambientes públicos.

E isso não é está concordando com toda essa situação de copa – futebol - folia – festas, e sim buscando afastar esses dois assuntos distintos, para que possamos enxergar que existe momentos para essa farra brasileira e também para tentar melhorar uma situação de fato, evitando assim, a continuação de uma mesmice, e porque não dizer, de parte de uma farra brasileira também.

Daí vem a grande pergunta, torcer ou não torcer... Eis a questão?

O que pode ser dito numa breve análise, é que o momento agora é de vestir a camisa e entrar, ou pelo menos tentar, entrar no clima desse evento que mexe tanto com pessoas de muitos países, e em seguida, procurar sim, fazer a manifestação de forma bem mais inteligente, num momento mais adequado que está por vir.

seta

#somostodosmacacos - Isso procede?

29/04/2014 08:18

Engraçado como todo mundo tá mobilizado com esse assunto de racismo que aconteceu numa partida de futebol em campo europeu, assim como acontece em outros esportes aqui no Brasil...

Fato é que o caso é delicado, atinge a sociedade como um todo causando um certo desconforto social não cabível nos dias atuais onde acreditamos que esclarecimentos e acessos a informação está bem disponível aos montes por aí... Só que, deviam usar essa "união" toda que vem circulando nas redes sociais envolvendo tal assunto importante, para os demais assuntos da vida social, que também deve ser abordado constantemente, diariamente, inclusive aproveitando os mesmos artistas, as mesmas celebridades e etc, fazendo com que eles levantassem a bandeira para que realmente saísse do papel a melhoria dos hospitais públicos, por exemplo, ou também das estruturas físicas das escolas públicas... Afinal de contas, se #somostodosmacacos, nesses lugares citados acima existem muitos macacos carentes, doentes e querendo "banana" para alimentar a um futuro que nunca chega.

No gramado desse campo social, muitos são colocados de escanteio, sem que os holofotes estejam lá, não conseguindo de fato mostrar essas atitudes insanas, pois não é de hoje que muitos são afetados com racismo, e num país capitalista desprovido de cultura isso tende aumentar ainda mais.

Será mesmo que somos todos macacos?

Será mesmo que somos todos iguais?

 

Interessante seria que o trecho da música abaixo fizesse parte desse contexto:

 

“...é, a macacada reunida...”

Jota Quest

seta

Salas de cinema de Maceió... 1º ou 4º mundo?

02/04/2014 06:39

Já escrevi sobre isso anteriormente e com certeza irei fazer sempre que for necessário, pois sei que está um tanto distante de atingirmos ou até mesmo aproximarmos de níveis educacionais de 1º mundo.

 

O comportamento de um cidadão sem noção nem tampouco educação, dentro das salas de cinemas nada condiz com a estrutura montada e padrão dessas salas... Um comportamento digno de pessoas de 3o mundo em diante... E olhe que ao adentrar nessas que temos atualmente nos shoppings de Maceió/AL observamos um maior cuidado e limpeza, que antes não eram vistos, e mesmo assim, não inibe pessoas mal educadas a deixarem suas sujeiras ao final de cada filme, nas saídas, onde muitas vezes, são adultos acompanhados dos filhos, sobrinhos e netos, ou seja, crianças que irão ter como regra tal atitude. Talvez queiram transformar estes ambientes em locais com identificação própria, assim como fazem os porcos... Porém esquecem, que ali também freqüentam os cidadãos de 1o mundo, com educação e habitat em harmonia.

 

Quando não, nos deparamos com pessoas que insistem em sentar no seu lugar previamente marcado no ingresso, e ainda tendo que aguentar a "cara de paisagem" ou de "surpresa querendo ser a mais esperta, ou então pior, quando querem brigar, exatamente isso, brigar, discutir numa situação óbvia de falta de educação, assim como aconteceu num determinado shopping aqui de Maceió, onde a discussão foi além das palavras, não havendo nenhum apoio da equipe da empresa que administra essas salas de cinema.

 

Acredito ser um ótimo local para a equipe de plantão dessas salas, seja em qualquer shopping da cidade ou a nível de Brasil, de mostrarem trabalho, serviço de utilidade pública, atingindo exatamente aqueles que não possuem, de maneira alguma, uma boa educação, uma noção das coisas, começando a se "intrometer" na vida delas, apontando como deve se portar nesses determinados ambientes.

Triste ver salas e lugares com padrão 1º mundo, sendo modificados abruptamente por pessoas de 4º...
 

seta

Qual a melhor "Selfie" para sua rede social?

24/03/2014 11:18

Proporcione para seus filhos um ambiente familiar, salutar, de forma que ele tenha isso como espelho para sua vida, seu caminhar, seja no lado pessoal ou profissional.

Mostre para eles que o mais importante da vida é Ser e não Ter...

E Ser um bom leitor de livros, seja de qual categoria for, viajando pelos temas diversos e com isso adquirindo novas idéias, novos conceitos e melhorando escrita, leitura e conversa diante de uma turma, até mesmo numa balada noturna.

Mostre a eles que vale mais a pena despejar dinheiro em viagens, hotéis, pousadas, do que fazer parte da grande massa falida do terceiro mundo, gastando dinheiro "atualizando" seus carros, apartamentos, comprando roupas de marcas, e gastando horrores em futilidade...

Gostar de coisas boas muitos gostam, mas vale mais a pena o esforço financeiro e físico de buscar ampliar seus horizontes, e ver que o mundo não é apenas uma "selfie" bacana de uma balada como foto para o Facebook.

Viajar, conhecer o mundo, ler livros, investir na educação, idiomas e etc, com certeza vem a ser a maior Riqueza que um pai/mãe pode deixar em vida... Pois mesmos falidos um dia, serão ricos de conhecimentos, de cultura.
 

seta

Primeira Edição © 2011