seta

627 postagens no blog

Estreou em 1973 como repórter do Diário de Pernambuco, do qual foi redator e editor setorial. Foi editor-geral do Diário da Borborema-PB, Jornal de Hoje e Jornal de Alagoas. Foi colunista político e editorialista de O Jornal. Exerceu os seguintes cargos: Coordenador de Comunicação da Assembleia Legislativa de Alagoas, Delegado Regional do Ministério do Trabalho, Secretário de Imprensa da Prefeitura de Maceió e Secretário de Comunicação de Alagoas. Atualmente é editor-geral do PRIMEIRA EDIÇÃO.

TSE joga duro para garantir segurança nas eleições

25/09/2012 15:26

 


Há uma enorme preocupação da Justiça Eleitoral em garantir a segurança das eleições”, afirmou a presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, durante reunião realizada com secretários de Segurança Pública dos estados, na manhã desta terça-feira (25). Segundo a presidente, a Justiça Eleitoral tem o foco de realizar as eleições com “lisura e ordem”, a fim de que o eleitor vote da maneira que desejar. “É isso que a sociedade espera e, juntos, poderemos fazer um trabalho melhor”, completou.
Em nome do TSE, a ministra Cármen Lúcia ofertou auxílio da Justiça Eleitoral por intermédio de dados que sejam necessários aos estados, bem como informações sobre as localidades que se mostram mais violentas, além de colocar à disposição a estrutura da Justiça Eleitoral naquilo que for possível ajudar as Secretarias de Segurança Pública em todo o país. “Respeitando a autonomia dos estados da federação e das entidades locais, pretendemos fazer com que cada cidadão se sinta seguro para ir às ruas, às praças, para se manifestar livremente. Este é um papel dos estados, das Secretarias de Segurança, dos comandos de polícia”, disse.
A presidente do TSE observou um aumento no número de pedidos de forças federais que atuam no dia da eleição e no momento da apuração. “O número de pedidos de força federal já alcançou 474, mas ainda falta julgar alguns e muitos outros pedidos chegam nesses últimos dias”, acrescentou, destacando que houve um aumento de 20 a 30% nesses tipos de solicitações.
A ministra ressaltou que no pleito municipal de 7 de outubro, 138 milhões de pessoas irão às urnas. “Muita gente circulará com o mesmo objetivo. Temos que garantir o resultado seguro horas depois”, afirmou. “Todos nós temos o mesmo objetivo votar e voltar para a casa em paz”, concluiu a presidente do TSE.
Exército de pessoas comprometidas
A ministra Cármen Lúcia falou da importância de a população ser informada sobre o enorme esforço que muitos profissionais e voluntários fazem para que as eleições ocorram de forma tranquila e segura. Além dos servidores e membros da Justiça Eleitoral, há, por exemplo, o trabalho dos mesários e a atuação dos agentes de segurança em todas esferas. “É preciso que a sociedade saiba que há um exército de pessoas comprometidas com a realização das eleições”, disse. (Assessoria do TSE)

seta

Chantagem eleitoral

24/09/2012 05:08

A televisão acabou com os comícios, depois de ter fechado milhares de salas de cinema, teatro e casas de diversão noturna. Um fenômeno com efeito incrível nos hábitos da sociedade. Sepultados os comícios, advieram as campanhas eleitorais animados por bandas, cantores e artistas famosos. “É abuso de poder econômico”, decretou o Congresso Nacional, menos para tornar as disputas mais justas, e mais para gerar economia no bolso dos candidatos.
Foi a partir daí que as promessas de campanha ganharam dimensão superlativa, muitas delas passando do hilário ao absurdo. Chegou-se a um estágio critico: candidato que não mentir, que não prometer o impossível, não tem a menor chance. Estabeleceu-se então uma relação fantasiosa entre político e eleitor: o primeiro promete o que não pode fazer, e o segundo acredita. Não há como cumprir: não há orçamento, não há receita, mas o eleitor crê.
Prometer, tudo bem, mas dizendo como vai fazer, ou seja, mostrando de onde virá o dinheiro para construir céus e paraísos. Prometer para ‘fazer’ a cabeça do eleitor, é chantagem. O eleitor menos politizado, o mais carente, tende a acreditar no que ouve pelo seu estado de necessidade. Precisa tanto das coisas, que se sente impelido a acreditar em promessas irrealizáveis.
Hoje, a promessa enganosa constitui a maior deformação do processo democrático nacional. E a legislação precisa mudar para frear a mentira: ‘quem prometer será obrigado a dizer como vai cumprir’. Eleito, se não cumprir o prometido, perde o mandato.

PODER DO SIMBOLISMO
Além do refrão ‘o cara é bom’, Rui Palmeira ainda pode usar o bordão ‘dá-lhe Palmeira’, reeditando o famoso simbolismo usado na campanha de seu pai, Guilherme, na eleição para prefeito em 1988.

BUZINA DO GUILHERME
O ‘dá-lhe Guilherme’, musicado, foi adaptado à buzina dos automóveis e fez grande sucesso. Era um símbolo sonoro com o qual os eleitores de GP se comunicavam no trânsito da capital.

AVALIAÇÃO DE CÍCERO NO CENÁRIO NACIONAL
Pesquisa novinha do Ibope revela que Cícero Almeida é o sexto prefeito de capital mais bem avaliado pelo eleitorado. Em último lugar aparece a prefeita Micarla de Sousa, de Natal. No topo do ranking, empatados, aparecem Nelsinho Trad, de Campo Grande, e Raimundo Angelim, do Rio Branco, cujos candidatos a prefeito lideram as pesquisas de intenção de voto.

O VERDADEIRO ‘CARA’
Quem assiste ao desenrolar do julgamento do mensalão no Supremo Tribunal Federal não tem dúvida: Barack Obama só disse que Lula era o ‘cara’ porque não conhecia Joaquim Barbosa.

REVELAÇÃO INCÔMODA
Todas as pesquisas realizadas no curso da atual campanha eleitoral mostraram um dado surpreendente para os líderes do Chapão: uma rejeição altíssima ao pedetista Ronaldo Lessa.

MENSALÃO: PP DE BENEDITO DE LIRA SE VENDEU NA CÂMARA
Foi uma péssima notícia para o senador Benedito de Lira, presidente estadual do Partido Progressista: o relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, disse que a cúpula do PP participou do esquema de lavagem do dinheiro que recebeu para apoiar a base governista em votação na Câmara dos Deputados durante o governo Lula. Biu fica ou deixa o PP, depois dessa?

O FUTURO ATESTARÁ 1
Francisco Araújo, o secretário que mudou a cara do social em Maceió, afirma que o trabalho de Cícero Almeida como prefeito só será devidamente avaliado e reconhecido no futuro.

O FUTURO ATESTARÁ 2
“A obra de um gestor – diz Francisco Araújo – só pode ser aquilatada em seu devido valor quando for julgada sem o peso das paixões políticas. É o que vai acontecer com a gestão de Cícero”.

ELEITORADO DA PERIFERIA SURPREENDE
Pela leitura das pesquisas – todas elas – a campanha para prefeito de Maceió apresenta duas situações surpreendentes: 1ª - o impressionante sucesso do tucano Rui Palmeira junto ao eleitorado da periferia; 2ª – o pífio desempenho do democrata Jéferson Morais justamente no âmbito do eleitorado periférico. Morais que, no início, era visto como uma ‘terceira via’ que até aqui não se confirmou.

ERRO IMPOSSÍVEL
Se o mensalão não tivesse existido – como argumentam os petistas em geral –, os ministros do Supremo Tribunal Federal estariam cometendo o maior erro jurídico da história.

PREJU NAS URNAS
Os efeitos do mensalão só serão sentidos na noite do dia 7 de outubro quando as urnas revelarem seu conteúdo. Mas uma coisa é previsível: o prejuízo eleitoral do PT será incomensurável.

FONTAN SE MULTIPLICA NA BUSCA AO VOTO
Na reta final da batalha pelo seu retorno à Câmara Municipal, Arnaldo Fontan tem sido visto em diferentes bairros no mesmo dia. “Não tem sapato que chegue”, diz seu fiel assessor Inácio. A meta de Fontan é conseguir boa votação em todas as áreas da capital. “Tenho amigos, e muitos, em todos os bairros de Maceió”, diz o ex-presidente da Câmara em tom de convocação.

seta

Arrancada de Márcio Beltrão em Penedo

23/09/2012 09:36

O município de Penedo assistiu no início da noite deste sábado, 22, um dos maiores comícios de sua história política em prol da candidatura a prefeito de Márcio Beltrão (PDT). O comício, realizado no conjunto José Morais Lopes (Cohab) contou com a presença do senador Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado. Márcio – que foi prefeito de Penedo entre 2005 e 2008 – é candidato a prefeito tendo como vice o engenheiro Ronaldo Lopes, do PMDB.
Antes do comício, o senador Renan, Márcio, Ronaldo Lopes e candidatos a vereador pela coligação, participaram de uma caminhada saindo do conjunto Raimundo Marinho (Cidade do Povo) com término na Cohab e por onde a comitiva passava o povo saia às ruas para cumprimentar aos candidatos. Milhares de pessoas participaram da caminhada que percorreu diversas ruas até o local do comício dos candidatos da coligação “A Vontade do Povo” formada por PDT/PMDB/PSD/PRTB/PTB/PT/ PCdoB, PRB/ PHS, PTC, PV e PRP.
“Eu não poderia deixar de ter vindo hoje participar dessa festa do povo de Penedo que quer o Márcio de novo prefeito de Penedo. Ele está fazendo falta e o povo quer que ele volte, o Márcio tem uma larga folha de serviço, tem propostas e tem como concretiza-las”, disse Renan ao falar para o povo que prestigiou o comício. Ainda no palanque o senador foi presenteado com uma camisa do Sport Club Penedense, equipe de tradição no futebol alagoano.
Renan disse ainda que ‘como senador e líder da bancada do PMDB pretende ajudar cada vez mais o município de Penedo’. “Para isso o prefeito precisa prestar conta dos recursos, precisa aplicar bem os recursos e administrar com transparência. O Márcio tem projetos e propostas para continuar o trabalho iniciado em sua gestão como prefeito de Penedo e para isso vai contar com todo o meu apoio e meu trabalho como senador em Brasília”, completou.
“Quero aqui dizer ao Márcio, ao Ronaldo e ao povo de Penedo que essa chapa é a que vai ganhar, mais precisamos trabalhar mais, colocar os interesses do povo acima de qualquer situação. Nunca vi uma campanha com a participação do povo como é sua campanha Márcio, essa é a vontade do povo”, disse Renan. O senador lembrou ainda de sua atuação junto com Márcio na primeira gestão para garantir a instalação de uma unidade do Ifal em Penedo.
“Temos que investir mais na educação do povo e aqui em Penedo ainda com o Márcio como prefeito trouxemos o Ifal, como também a Ufal garantindo ensino de qualidade e gratuito para o interior de Alagoas como em Arapiraca, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia e Palmeira dos Índios. Precisamos investir na educação de qualidade para ter um povo qualificado”, concluiu Renan, que pediu ainda votos para os candidatos a vereador da coligação.
De Penedo, o senador Renan seguiu para Coruripe onde participaria de um comício do candidato a prefeito pelo PMDB, o deputado federal Joaquim Beltrão, além de Feliz Deserto para prestigiar o Festival do Maçunim, promovido pela prefeitura do município.
O município de Penedo assistiu no início da noite deste sábado, 22, um dos maiores comícios de sua história política em prol da candidatura a prefeito de Márcio Beltrão (PDT). O comício, realizado no conjunto José Morais Lopes (Cohab) contou com a presença do senador Renan Calheiros, líder do PMDB no Senado. Márcio – que foi prefeito de Penedo entre 2005 e 2008 – é candidato a prefeito tendo como vice o engenheiro Ronaldo Lopes, do PMDB.
Antes do comício, o senador Renan, Márcio, Ronaldo Lopes e candidatos a vereador pela coligação, participaram de uma caminhada saindo do conjunto Raimundo Marinho (Cidade do Povo) com término na Cohab e por onde a comitiva passava o povo saia às ruas para cumprimentar aos candidatos. Milhares de pessoas participaram da caminhada que percorreu diversas ruas até o local do comício dos candidatos da coligação “A Vontade do Povo” formada por PDT/PMDB/PSD/PRTB/PTB/PT/ PCdoB, PRB/ PHS, PTC, PV e PRP.
“Eu não poderia deixar de ter vindo hoje participar dessa festa do povo de Penedo que quer o Márcio de novo prefeito de Penedo. Ele está fazendo falta e o povo quer que ele volte, o Márcio tem uma larga folha de serviço, tem propostas e tem como concretiza-las”, disse Renan ao falar para o povo que prestigiou o comício. Ainda no palanque o senador foi presenteado com uma camisa do Sport Club Penedense, equipe de tradição no futebol alagoano.
Renan disse ainda que ‘como senador e líder da bancada do PMDB pretende ajudar cada vez mais o município de Penedo’. “Para isso o prefeito precisa prestar conta dos recursos, precisa aplicar bem os recursos e administrar com transparência. O Márcio tem projetos e propostas para continuar o trabalho iniciado em sua gestão como prefeito de Penedo e para isso vai contar com todo o meu apoio e meu trabalho como senador em Brasília”, completou.
“Quero aqui dizer ao Márcio, ao Ronaldo e ao povo de Penedo que essa chapa é a que vai ganhar, mais precisamos trabalhar mais, colocar os interesses do povo acima de qualquer situação. Nunca vi uma campanha com a participação do povo como é sua campanha Márcio, essa é a vontade do povo”, disse Renan. O senador lembrou ainda de sua atuação junto com Márcio na primeira gestão para garantir a instalação de uma unidade do Ifal em Penedo.
“Temos que investir mais na educação do povo e aqui em Penedo ainda com o Márcio como prefeito trouxemos o Ifal, como também a Ufal garantindo ensino de qualidade e gratuito para o interior de Alagoas como em Arapiraca, Santana do Ipanema, Delmiro Gouveia e Palmeira dos Índios. Precisamos investir na educação de qualidade para ter um povo qualificado”, concluiu Renan, que pediu ainda votos para os candidatos a vereador da coligação.
De Penedo, o senador Renan seguiu para Coruripe onde participaria de um comício do candidato a prefeito pelo PMDB, o deputado federal Joaquim Beltrão, além de Feliz Deserto para prestigiar o Festival do Maçunim, promovido pela prefeitura do município.
 

seta

Renan pede mais duplicação de rodovias federais

20/09/2012 09:40

O senador Renan Calheiros foi ao gabinete do ministro do Turismo, Gastão Vieira, ontem, agradecer o apoio para a concretização da obra mais esperada pelos alagoanos: a duplicação da AL-101-Sul, entre Maceió e Barra de São Miguel, numa extensão de 25,8 quilômetros. A obra, orçada em R$ 138 milhões e que será inaugurada no sábado (22), “consolidará a região como polo industrial e turístico do Estado de Alagoas”, destacou Renan.
O senador obteve também apoio do ministro do Turismo para as obras de prosseguimento da duplicação da AL-101/Sul no trecho da AL-220 entre Barra São Miguel e a BR-101, em São Miguel dos Campos, com extensão aproximada de 16 quilômetros. O ministro assegurou ainda apoio para a duplicação da AL-101/Norte, entre Maceió e Maragogi, num trecho de 120 quilômetros.
Na audiência, o ministro sinalizou que esses projetos poderão se financiados com recursos do PAC Turismo ou do Prodetur/Nacional. O Gastão Vieira já garantiu os recursos para a elaboração do projeto-executivo da duplicação da rodovia Maceió-Maragogi. “É fundamental que a duplicação da AL-101 estenda-se por todo o Litoral Norte do nosso Estado”, concluiu Renan.

seta

O desafio de Ronaldo Lessa

17/09/2012 04:59

Impossível saber como estaria o confronto entre os candidatos a prefeito de Maceió, se Ronaldo Lessa (PDT) estivesse regular, com candidatura devidamente registrada na Justiça Eleitoral.
Nesse momento, enquanto aguarda angustiado a decisão do TSE, Lessa faz campanha com a determinação de sempre, mas sabe que os eleitores desconfiam de sua situação. E isso é muito negativo.
Os líderes do Chapão reconhecem o peso da decisão imposta pela Justiça Eleitoral de Alagoas, mas apostam numa ‘reviravolta instantânea’, a partir de uma decisão favorável no TSE, se acontecer.
A campanha de Ronaldo caminhava bem no início. Era o líder das pesquisas de intenção de voto, desde a fase de articulação preliminar, mas a situação mudou radicalmente depois que o juiz Erick Costa negou-lhe o registro da candidatura, decisão que acabou sendo sancionada pelo TRE com o voto de minerva.
Lessa já viveu drama idêntico em 2010, quando sua candidatura foi impugnada e ele acabou perdendo a vaga de senador para Fernando Collor. O ex-presidente, aliás, fez a campanha em apenas 28 dias, de propósito, já que 28 era o número de seu partido de então, o PRTB.
Agora, o tempo de Lessa é inferior e está em contagem regressiva. Ao colunista, o advogado Marcelo Brabo disse acreditar que a decisão em Brasília sairá até o dia 20. Se positiva, Lessa terá 13 ou 14 dias de ‘campanha pra valer’, a metade do tempo de Collor em 2010. Dá para virar a mesa? Impossível vaticinar.
Enquanto isso, Rui Palmeira (PSDB) navega em calmaria, indiferente à tormenta que ameaça afundar o barco concorrente.

ROLO COMPRESSOR
Liberado para falar no Guia Eleitoral, após trocar de partido, Cícero Almeida preocupa o tucanato. Quer pelo tom virulento do discurso, quer por sua disposição de ‘falar sem papas na língua’.

‘O CARA É BOM’
O que o grupo do Chapão temia, está se confirmando: Rui Palmeira entrou fácil na periferia. Conseguiu desfazer a imagem de ‘candidato das elites’ e tem refrão cantarolado em grotas e favelas.

RENAN COMANDA MEGA CARREATA EM ARAPIRACA
Renan Calheiros comandou uma estrondosa carreata na manhã de sábado, em Arapiraca, em apoio à candidatura de Célia Rocha. Estima-se que o cortejo reuniu mais de dois mil automóveis. Políticos veteranos disseram que foi a maior carreata da história do município. Para Renan, o evento demonstrou que o povo quer Célia de volta para continuar a obra do prefeito Luciano Barbosa.

REI PELÉ SAI DE CENA?
A determinação do Ministério Público, de retirar de bens públicos nomes de pessoas vivas, atinge a denominação do Estádio Rei Pelé? Ou, nesse caso, se trata não de uma pessoa, mas de uma marca?

E A PONTE SURUAGY?
A medida do MP cumpre dispositivo constitucional, mas pode se mostrar inócua pelo hábito da população. A essa altura, seria difícil induzir o povo a chamar a ponte Divaldo Suruagy por outro nome.

HH SOB O EFEITO DA CONTAMINAÇÃO NA CÂMARA
A campanha de Heloísa Helena já não empolga como a de 2008. Naquela eleição, disputar um simples mandato de vereador mostrava uma Heloísa humilde, antes de tudo. Uma postura que sensibilizou muita gente. Além disso, muitos eleitores ‘pagaram para ver’ como a ex-presidenciável agiria num espaço pra lá de fisiológico. No atual processo, contudo, HH parece não ter munição de peso para gastar.

JOGADA DE RISCO
Wilson Júnior saiu candidato a vereador mesmo sabendo que G.G Sampaio, herdeiro da TV Alagoas, disputaria a eleição. Júnior é o principal apresentador do Plantão Alagoas do Canal 5.

REIS DA PROMESSA
Candidato deveria ser obrigado a demonstrar, com números, como executará as obras que promete durante a campanha. E deveria perder o mandato se não as cumprisse em prazo estipulado.

SURUAGY E SUA ESTRATÉGIA EFICIENTE
Se não fosse um homem avesso a jogo (exceto na área esportiva) Divaldo Suruagy apostaria todas as fichas na eleição de Rui Palmeira. O ex-governador teve papel importante na eleição do jovem tucano para deputado estadual e federal e, agora, repete sua estratégia: com mala direta, pede a uma legião de velhos amigos, voto e apoio para eleger o herdeiro político de Guilherme Palmeira.

RITUAL GREVISTA
Em passado não muito distante, fim de greve significava retorno imediato ao trabalho. Agora, não. Primeiro, é todo um ritual para ‘sair do movimento’. Depois, outro para reassumir o batente.

UNIDOS COM ERNANDI
Todas as entidades de servidores da ALE – representadas por Eduardo Fernandes, Manoel Lira e Luciano Vieira – estão unidas para eleger Ernandi Malta, do STPLAL, vereador por Maceió.

MAIS UM PRÊMIO BRASKEM DE JORNALISMO
A nova edição do Prêmio Braskem de Jornalismo será lançada no próximo sábado (25) no restaurante Bodega do Sertão (Jatiúca). Serão premiadas reportagens publicadas no período 2011/2012. A apresentação à imprensa vai acontecer durante café da manhã a partir das 8 horas. A entrega dos prêmios aos vencedores está programada para o dia 24 de novembro.


 

seta

Primeira Edição © 2011