seta

44 postagens no blog

Setor Sucroenergético de Alagoas promove o II workshop pós-safra 2012

15/04/2012 15:13

Olá,

Com o objetivo de discutir pontos importantes na gestão das empresas, difundir e compartilhar experiências, conhecimentos, e abordar temas estratégicos na gestão de pessoas do setor sucroenergético de Alagoas, preparando-as para a safra 2012/2013, acontecerá nos próximos dias 26 e 27 de abril deste ano, no auditório do SENAI, no Poço, o II WORKSHOP PÓS-SAFRA DO SETOR SUCROENERGÉTICO DE ALAGOAS.


Para este ano além das unidades industriais de Alagoas, estarão presentes empresas de Pernambuco, Paraíba e São Paulo.


A temática escolhida para esta segunda edição foi: ESTRATÉGIAS INOVADORAS DE MUDANÇAS E TRANSFORMAÇÃO PARA O SETOR SUCROENERGÉTICO DE ALAGOAS. Alguns dos melhores especialistas estarão palestrando este ano no evento, entre eles: Marcílio Reinaux e Écliton Ramos, da Areva Koblitz, (SP), Fabrício Mauricio de Oliveira - da Goiasa, (GO), Marcelo de Souza Carvalho - SENAI, (AL), Tânia de Alcântara M. Vilela - U. Sinimbú, José Feitosa da Silva - U. Roçadinho, Rosiane Cardoso de Oliveira - U. Triunfo, Marta Luciana Sampaio – Grupo Carlos Lyra, Fernando Wander – U. Roçadinho, Júlio Moreira Coelho – Quality Way Consultoria (SP), José Antônio P. de Siqueira – Wiabiliza Soluções Empresariais, Jameson de Oliveira Ramos – Higi Seg Consultoria, (SP), Gustavo Accioli – Seek Media, Emmanuel Queiroz – Interativa Soluções Empresariais e Adalberto de Oliveira Santos da U. Coruripe.


Os temas serão os mais variados: Cenário Prospectivo para o Setor; Inovação; Menor Aprendiz; Mecanização e seus reflexos; Segurança do Trabalho; Redes Sociais; Sustentabilidade, Marketing Digital, Processos Organizacionais, RH, Cases de Sucesso, Painéis e muito mais.


Este ano a organização do evento homenageará dois destacados colaboradores do Setor, vamos conferir in loco.


As inscrições poderão ser realizadas através do email: wpsafra2012@yahoo.com.br, ou pelo telefone 9354 2648 – Interativa Serviços.


O Blog do evento traz toda programação detalhada e muitas informações, além de uma galeria de fotos do evento de 2011, o link é: http://wpssafra.wordpress.com/

 

 

seta

O poder do entusiasmo

01/05/2012 06:49

Olá,

A palavra Entusiasmo vem do grego e significa ter um Deus dentro de si.


Segundo os gregos, a pessoa entusiasmada era aquela possuída por um dos deuses e, por causa disso, poderia transformar a natureza e fazer as coisas acontecerem.


No mundo de hoje, é preciso ser entusiasmado, acreditar na capacidade de transformar-se na direção do crescimento pessoal e ser um agente de mudança significativa na sociedade, na busca do bem comum.


Entusiasmada é a pessoa que tem fé em si mesma, acredita nos outros e na força que as pessoas têm de transformar o mundo e a própria realidade.


Que fazer para ser uma pessoa entusiasmada? Agir entusiasticamente, agir com ímpeto, com vontade firme, com alegria de viver! Olhar o mundo com os olhos do amor, da paz, da esperança, da fraternidade. Construir o bem estar, independentemente das circunstâncias. Ser proativo!


Como vai o seu entusiasmo ? Como vai seu entusiasmo pelo Brasil, por sua empresa, por seu emprego, pela sua família, pelos seus filhos, pelo sucesso de seus amigos? Se você é daqueles que acha impossível entusiasmar-se com as condições atuais, acredite, é difícil sair dessa situação.


Acreditar é preciso! Acreditar na sua capacidade de vencer a si mesmo, de construir o sucesso, de transformar a realidade. Acreditar que você é único no mundo, um ser irrepetível, singular e, paradoxalmente, plural, capaz de compreender as nuances das diferenças individuais, as formas diversas de percepção de mundo e de si mesmo, e capaz de entusiasmar-se por existir!


Ser entusiasta é imprescindível para a construção de uma vida produtiva e saudável.
Não é o sucesso que traz o entusiasmo, é o Entusiasmo que traz o Sucesso!

 


 

seta

“A ação e o esforço são a confirmação da vida. Parar, acomodar-se e descansar para sempre não são atributos dos vivos”. Abraham Shapiro*

20/05/2012 07:24

Olá,


Uma das coisas que me chama muita atenção nas consultorias que realizo é o comodismo das pessoas frente a diferentes situações.


São expressões do tipo: “aqui sempre foi assim e assim será”. “Somos os primeiros, somos os únicos neste segmento de mercado e será muito difícil que outra empresa nos supere”, ou, - “ estou me aposentando daqui a dois anos, já fiz az minha parte e não quero me preocupar com mais nada”.


Um ledo engano. Deveremos continuar a agir. O comodismo é uma doença, e quem está vivo não pode se acomodar, nem parar. A menos que deseje entregar-se à morte. A atitude que o homem deve requerer de si a cada dia é a busca de novos horizontes.


As crises econômicas, que têm sacudido o mundo, desperta a necessidade de se buscar antigas competências. A noção de esforço para alcançar um objetivo é um dos aspectos positivos da crise, na medida em que impulsiona o indivíduo a buscar meios facilitadores para driblar os efeitos decorrentes dessa situação, e, consequentemente, envidar esforços para identificar as causas e minimizar os seus efeitos.

Desse modo, deve haver um movimento interno de vontade firme para sair do mesmismo e da mediocridade, abrangendo todos os níveis, desde a observância da auto- estima e do respeito a si mesmo e ao outro, até o movimento externo que se expressa em ações e atitudes.


Quem descobre isso não terá maiores problemas. Já sabe que terá que investir energia para realizar planos, manter níveis de negócios, fatias de mercado, clientes, vendas. As pessoas comprarão menos, é possível. Mas continuará existindo um bolo para ser dividido. Os tolos verão suas fatias diminuírem, por não entenderem que as regras do jogo mudaram.


Existirá sempre um caminho a se conquistar e a se buscar, porém, ele só terá partida dentro de você.


 

seta

“Quando os ventos das mudanças chegarem, não construam abrigos, construam cataventos”. Claus Moller.

11/06/2012 18:09

Olá,

 

Linda não é? O ser humano é por natureza avessa à mudança, e seja ela qual for, estamos sempre com um pé atrás. Qualquer coisa, qualquer motivo que nos tire da zona de conforto, nós reagimos e tendemos a nos retrair, como diz a frase, construir abrigo, procurar nos defender.
Uma atitude vencedora, ao nos depararmos com alguma dificuldade, é procurarmos identificar nesta ameaça, um convite ao crescimento, porque em toda ameaça ou crise, há sempre uma, ou algumas oportunidades de aprendizagem e renovação.
Lembremos daquela velha frase:, “ Quando Deus fecha uma porta, abre diversas janelas”. Pois bem, é exatamente isso. Por trás de uma dificuldade, existem inúmeras oportunidades. O que acontece é que a nossa tendência é ficar olhando a porta fechada, e então, não enxergamos as janelas abertas.
Voltando a nossa frase inicial, construímos abrigos, nos recolhemos, e dessa forma, não aproveitamos esses mesmos ventos para construir cataventos, e nos servir de sua energia para nos direcionar a rota, na busca de inúmeras possibilidades.
Em sânscrito, crise vem de Kir ou Kri, que significa purificar e limpar. Já em chinês, crise representa purificação e oportunidade de crescimento.
Aprendendo com nossos irmãos orientais, quando nos depararmos com crises ou ameaças, que normalmente nos desequilibram emocionalmente, lembremo-nos de perguntar: Onde está a oportunidade? Como poderemos identificar os pontos aparentemente invisíveis que nos levarão a ressignificar esses desafios e transformá-los em chances de crescimento?
Quando nos depararmos com uma porta fechada, não percamos tempo mirando a porta, vejamos as janelas abertas, que nos conduzirão a vislumbrar novos horizontes, levando-nos a um novo mundo, o mundo das possibilidades. Vejamos esse poema:

“existe um caminho para se buscar,
existe um caminho para se conquistar
ele poderá estar nas estrelas, na poeira da vida.
no sol, nos sorrisos,
entretanto, ele só tem partida
dentro de você.”
Clara Pacheco

 

 

seta

A perseverança é o combustível dos vencedores.

28/06/2012 06:14

Olá,

É fácil falar em sucesso. Difícil é manter-se firme em nossos objetivos e perseverar.
Perseverança significa ser constante, continuar sempre… e talvez este seja o maior desafio que tenhamos que enfrentar rumo ao sucesso profissional.
Uma das características mais marcantes dos empreendedores de sucesso é a perseverança. Entretanto, há os que confundem essa qualidade com um grave defeito: a teimosia.
 Perseverança revela firmeza de propósitos, dá subsídios para o estabelecimento dos objetivos a serem perseguidos passo a passo, e traça as estratégias necessárias para se atingir uma meta. Já a teimosia é indício de um caráter arrogante e prepotente. Compromete a nossa sanidade e nos torna cobradores e críticos da ação dos outros. Quantas vezes exigimos mudanças de comportamento nas pessoas que nos rodeiam quando, na verdade nós é que deveríamos mudar nosso rumo e aprimorar a nossa conduta?
É preciso ter consciência dos nossos atos, de como nos relacionamos conosco mesmo e com os outros, de como estamos conduzindo nossa existência, no sentido de estarmos contribuindo para a construção de uma sociedade saudável e acolhedora.
Faz parte da vida passarmos por dificuldades e tropeços, mas poucos temos a capacidade de transitar com sanidade por essas vias desafiadoras, de forma a não comprometer nosso ímpeto de realização.
Problemas. Quem não os tem?
A diferença fundamental entre quem vence e quem perde está na visão de mundo e da vida de cada pessoa. Para algumas, perder significa um sinal para seguir em frente e identificar os pontos que as conduziram ao “fracasso”, revê-los e estabelecer novas formas de agir. Para outras, perder é um verdadeiro tormento, e, além do mais, a culpa é sempre do outro.
Vencer para alguns significa o ápice de um dever cumprido às custa de muito trabalho, perseverança e contribuição de seus parceiros. Para outros, vencer é uma glória, independentemente se esse vencer implicou na destruição do outro e em detrimento de uma sociedade mais igualitária. Tudo é uma questão de visão.
Vamos perseverar na busca de atitudes que sejam cada vez mais flexíveis, abrangentes, inclusivas, acolhedoras, holísticas, de modo que alcancemos nossas metas com a consciência de que estamos promovendo a nossa e a promoção daqueles que nos rodeiam.
Como disse William Shakespeare, "ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados”.

Adm. José Queiroz de Oliveira
Professional & Self Coaching/Analista Comportamental
Consultor Organizacional
www.queirozoliveiraal@yahoo.com.br

 

seta

Primeira Edição © 2011