seta

16 postagens no blog

8 de março - dia internacional da mulher

06/03/2018 19:09

8 de março - dia internacional da mulher

Hoje cedo fui a uma floricultura encomendar umas rosas com serviço de delivery para ser  entregue à minha esposa na manhã do  dia 08 de março, dia internacional da mulher.

No mesmo local comprando flores para decorar sua sala em um jantar que será oferecido à amigos, estava uma distinta senhora e sua submissa e gentil secretária, a primeira, com um salto alto dourado, em um lindo vestido longo em tons verdes com um sensual decote nas costas, pelo acabamento, uma peça exclusiva, feita sob medida e muito bem  produzida, cabelos e maquiagem impecáveis. Extrovertida e bastante falante  perguntou-me  para quem eu estava comprado rosas, “...está de namorada nova?”, sorridente indagou a já desagradável e indiscreta madame! Respondi incontinente: “ Olá, bom dia,  é sim para  minha namorada nova que tem quase a minha idade e que há mais de 12 anos somos casados e todos os dias descubro nela uma nova e linda mulher...mas estas são especialmente para homenageá-la no dia internacional da mulher, depois de amanhã”.   As minhas últimas palavras  foram em tom mais sério,  áspero e já  me afastando daquela chocalheira. Ainda assim  mesmo  longe  ouvi um murmúrio  “...não sei pra que tem esse dia,  eu mesma acho ridículo e desnecessário essa data, é coisa de mulher que não tem o que fazer e fica inventando moda”.   De cabeça quente ( quem me conhece  sabe que me esquento fácil com besteiras) voltei para ela e disse: “- Com certeza você (já nem usei mais Srª.) nasceu em  berços de ouro e nunca precisou trabalhar, lutar por algum objetivo, reivindicar algum direito e talvez nem saiba o real significado dessa data, pergunte à sua secretária que, com certeza, ela saberá lhe dizer a importância e valor desse dia...”.  Quando acabei de falar já estava de costas pra ela e com os pés na calçada da loja. Fui procurar outra floricultura para fazer a encomenda!

 Aquela cena “martelou” minha cabeça o dia todo  até que agora, em frente ao computador, resolvi compartilhar minha angústia e indignação e a primeira certeza que tenho é que aquilo não foi um fato isolado, devem existir dezenas de milhares de homens e mulheres que pensam igualmente àquela “distinta” madame. Somente o acesso à informação, à educação,  poderia fazê-los refletir mais um pouco e ajuda-los a entender o real significado das lutas de classes minoritárias que sofrem criminosos e desumanos preconceitos,  desvalorização pessoal e profissional e,  para quem pensa que não, a mulher, mesmo com tantas conquistas, ainda faz parte dessa triste realidade, tanto aqui quanto no mundo todo.

A data de 8 de março, em que se comemora o dia internacional da mulher, não foi estabelecido por causa dos “lindos olhos e do charme que elas têm”,   mas sim pelo resultado de anos de  lutas e constantes reivindicações por mais espaço político-social e melhores condições no trabalho, não é apenas uma data para comemorar  mas um dia para discutirmos, refletirmos o  papel  da mulher na sociedade atual e tentar diminuir ou mesmo acabar com o preconceito e a desvalorização.

Quem olha estatísticas sabe que baixos salários, violência masculina, jornada excessiva e diferenciada no trabalho, desvantagens na carreira profissional, ainda pesam sobre elas e causam vergonha em nossa sociedade.

Mas independente das diferenças, dos preconceitos, das batalhas que precisam ser vencidas, apenas por ser mulher,  merecem ser homenageadas, amadas, conquistadas, endeusadas, respeitadas, admiradas, beijadas e receber flores todos os dias.

Parabéns à todas pelo dia 08 de março e que a luta continue!

 

seta

Como foi o ano de 2017 para os profissionais de Social Media

18/01/2018 13:22

2017 foi o ano em que o Instagram ganhou força total. Quase não ouvimos falar de Snapchat ou ouvimos muito pouco. Ainda no início do ano, o Stories ultrapassou os usuários do fantasminha e esse gráfico só subiu. Em novembro, o Instagram conquistou uma marca importante, atingindo 800 milhões de usuários.                                                                                      
Esse foi o ano em que vimos os Stories se alastrar como um vírus: além do Instagram, foram implementadas histórias no WhatsApp, no Messenger, no Facebook e virou até piada o Stories no Excel.                                           
Leia: Facebook: o dono das histórias 

Entre outras mudanças da rede social de fotos, que vem acompanhando o comportamento das pessoas e as tendências do digital, está a implementação de transmissão ao vivo, os stickers geolocalizados e filtros divertidos, a opção de inserir 10 fotos ou vídeos no feed de uma só vez, de fazer live entre 2 pessoas ao mesmo tempo e a função que permite os usuários seguirem seus interesses através de hashtags. Outra novidade, foi a inserção das enquetes que rapidamente entraram para a rotina das Stories na rede social, UFA!

2017 também foi o ano de algo que nunca iríamos imaginar: o Twitteraumentou para 280 o limite dos caracteres! Tudo começou quando ele flexibilizou as marcações de pessoas e dos replies, que já deixou os tweets mais longos, agora tem uma espécie de “textão” no passarinho azul também. Mas não, ainda não temos a opção de editar um tuíte. Quem sabe em 2018?

O Medium também fez mudanças, substituiu o botão de “coração” que servia para gostar de um texto para as “palmas”, para recomendar um texto. O nível de palmas que o artigo recebe determina qual vai ser a remuneração dos autores em dinheiro. Sim, agora é possível participar de um sistema paywall e pagar uma assinatura para ler textos exclusivos. Será esse o jornal do futuro? Ou já é?

Eu saio do Facebook, mas o Facebook nunca sai de mim, é assim com você também? Nesse ano, a rede social alcançou a marca de mais de 2 bilhões de usuários mensais ativos. Ou seja, 2 de cada 7 pessoas no mundo estão no site e não tem como a gente não depender dele pra muita coisa, mesmo com todas as mudanças frequentes dos algoritmos e feed, com a queda de 70% do alcance orgânico desde o início do ano pra cá e a dor de cabeça que são os anúncios.

E o que falar então da polêmica notícia do novo modelo de feed que o Mark está estudando, em que o conteúdo publicado por amigos e anunciantes fica separado em 2 feeds diferentes? e ainda mais recente, as penalizações para páginas que se utilizarem de alguns recursos conhecidos entre os profissionais da área como “isca de engajamento”?

2017 foi o ano dos chatbots no Facebook (e também em outros canais), ano da realidade aumentada, das lives, e mais uma vez, dos influenciadores. Ano em que vimos a cuca do sitio do picapau amarelo virar meme internacional e a brasileira Gretchen estrela do clipe da Katy Perry, tudo por causa do alcance da internet. 2017 foi o ano dos memes, como todos os outros.

Ano em que os conteúdos em vídeos ficaram ainda mais fortes. De acordo com a Hubspot, 78% das pessoas assistem vídeos online pelo menos uma vez na semana e 55% assistem vídeos todos os dias.

2017 foi o ano que a publicidade, não funcionou tanto como antigamente. Ano em que Domino’s Pizza “inovou” em suas redes sociais com fotos sem produção e que a comunicação que “funcionou” foi aquela que gerou menos interrupção e mais conexão.

 

fonte: fmrp - fantástico mundo rp

seta

ABRACONE - O Norte/Nordeste mais forte.

26/12/2017 19:48

ABRACONE – O Norte/Nordeste mais forte.

Estamos vivendo em um tempo onde a competitividade e a concorrência estão cada vez mais acirradas e as necessidades de constantes atualizações crescem nas mesmas proporções fazendo com que profissionais busquem, incansável e individualmente,  melhorias para se manterem num mercado em que a competência e planejamento é fundamental, porém esse "individualismo" pode fazer com que as relações  entre  profissionais de uma mesma área se tornem cada vez mais restritos,  afastando, inclusive,  possibilidades de parcerias de sucesso.

A recém criada e ainda em fase de regulamentação,   ABRACONE – Associação Brasileira de Colunistas do Norte e Nordeste,  surge como importante elo, não somente entre os profissionais da mídia mas também entre os profissionais e comunidades, oferecendo oportunidades de congregar interesses comuns, de unir forças,  facilitar parcerias, promover intercâmbios, contribuir para o crescimento profissional dos associados, com encontros, cursos, palestras, debates, congressos e, claro, dar maior visibilidade às regiões norte-nordeste e ao trabalho que cada um desenvolve, porém só com a participação de todos será possível identificar necessidades e planejar ações, dai a importância de associar-se e ser um membro atuante com ideias e ações.

A primeira diretoria/fundadores da ABRACONE composta pelos profissionais, Aninha Monteiro/AL ( Presidente); Jaciara Barros/TO ( Vice-presidente );  Fábio Teles/PI ( Diretoria de Comunicação e Relacionamento); estabelece metas para serem desenvolvidas até o final da gestão:

“ - Regulamentação do nome Abracone como instituição registrada em cartório;

- Captação de novos associados e sócios-fundadores e oficializar taxa de anuidade;

- Integrar a rede social do instagram Abracone como meio de visibilidade, interação, fortalecimento e parcerias;

- Realização do Fórum Abracone para palestras, eventos, fantour, discussões entre profissionais de mídia,

- Criar um site na internet e, por consequência, gerar novas fontes de recursos que propiciarão autonomia financeira para que a entidade possa executar seu projetos de forma independente;

 - Lançar o Prêmio Abracone para prestar homenagem a associados, parceiros e colaboradores;

- Proceder ao saneamento financeiro da entidade;

 - Criar a Carteira de Associado, com benefícios diretos para aqueles que estiverem cadastrados e em dia com a tesouraria através da anuidade;

- Mapear os profissionais de mídia para envio de mailing e/ou fortalecer critérios junto a assessorias de comunicação do país e do norte e nordeste;

- Buscar empresas de interesses dos associados para estabelecer convênios vantajosos aos mesmos para divulgação em seu meios de imprensa, instagram e site da Abracone. “

(Hugo Taques – Fotógrafo,  Historiador, Blogueiro e Colunista).

seta

Chegando " o dia da fraude" é preciso ficar atento.

08/11/2017 10:12

Chegando “o dia da fraude”.

O comércio varejista já começou a divulgar, com toda força, a ‘’black friday brasileira’’ e,  novamente,  vem à tona nossas preocupações, que já são recorrentes, com os descontos “falsos’’, com a  falta dos produtos anunciados, com a demora na entrega e garantias prometidas, problemas que as instituições de defesa ao consumidor não conseguem dar conta.

É uma data bastante aguardada pela população, inclusive por mim,  e muitos  até economizam algum dinheiro para gastar nessa promoção, originalmente criada nos Estados Unidos como a largada da temporada de compras de natal, mas que no Brasil, com a cultura do “ querer tirar proveito de tudo em benefício próprio”   o evento virou motivo de piadas e passou a ser mais conhecido como “black fraude” ou “o dia da fraude”. Aliás, são fatos que se repetem em todas as campanhas promocionais  no comércio local e nacional. Falta transparência dos lojistas e o poder público, por mais que crie  e regulamente leis, não tem estrutura para coibir os abusos dos comerciantes e proteger o consumidor.

Portanto somos nós mesmos que temos que nos defender, denunciando abusos e mentiras pelas nossas redes sociais (uma grande arma),  não comprando falsas promoções e pesquisando  idoneidade de empresas antes de fechar um negócio. Já caí em armadilhas desses “ desonestos comerciantes”  e, mais um ano,  estou aguardando a data para comprar alguns produtos por isso pesquisei e compartilho alguns cuidados para as compras durante a Black Friday.

“DENUNCIE AO PROCON – Constatando alguma irregularidade na promoção, denuncie ao PROCON.

PROGRAME-SE COM ANTECEDÊNCIA - Apesar de algumas lojas iniciarem antecipadamente as ofertas, na maioria das lojas, a Black Friday começa à 0h da data marcada e termina às 23h59 do mesmo dia.

FAÇA UMA LISTA - Relacione tudo aquilo que você pretende comprar. Isso ajuda a se organizar e não se perder em meio à grande quantidade de ofertas.

FAÇA UM ORÇAMENTO - Saiba quanto você pretende gastar com cada item que deseja. Evite excessos que podem exceder o limite do cartão de crédito.

FUJA DOS HORÁRIOS DE PICO - Os picos de acesso ao site do Black Friday, assim como das outras lojas participantes, geralmente acontecem entre 0h e 2h e entre 12h e 14h. Evite esses horários.

COMPARE OS PREÇOS - Antes de comprar, compare os preços dos produtos em oferta com os de outras lojas participantes e até com os de lojas que não estão oferecendo descontos.

CONHEÇA O SITE - Procure no site a identificação da loja (razão social, CNPJ, endereço e canais de contato). Se o fornecedor não possuir essas informações, escolha outro.

CONHEÇA AS REGRAS - Leia a política de privacidade da loja virtual para saber quais compromissos ela assume quanto ao armazenamento e manipulação de seus dados.

ANALISE O PRODUTO - Veja a descrição do produto, compare-o com outras marcas e certifique-se de que ele supre suas necessidades.

GUARDE DOCUMENTOS - Imprima e/ou salve todos os documentos (telas) que demonstrem a compra e confirmação do pedido (comprovante de pagamento, contrato, anúncios etc.

DESCONFIE - Evite sites que exibem como forma de contato apenas um telefone celular. Prefira fornecedores recomendados por amigos ou familiares.

ATENTE À SEGURANÇA - Instale programas de antivírus e o firewall (sistema que impede a transmissão e/ou recepção de acessos nocivos ou não autorizados) e os mantenha atualizados.

USE SEU COMPUTADOR - Nunca realize transações online em lan houses, cibercafés ou computadores públicos, pois eles podem não estar adequadamente protegidos.

SELO BLACK FRIDAY LEGAL - A Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico criou um Código de Ética para o Black Friday. As lojas virtuais que aderiram ao texto se comprometeram a anunciar ofertas reais e manterão o "Selo Black Friday Legal” à mostra. Caso a loja não cumpra o acordo, ela poderá sofrer suspensão.”

Hugo Taques - Consumidor

PS: Nem todos lojistas/comerciantes são desonestos,nem toda campanha é mentirosa.

 

seta

Carnaval da Liga - Convite

25/10/2017 11:37

A LIGA CARNAVALESCA DE MACEIÓ , receberá, na próxima sexta feira, dia 27 de outubro , a partir das 08 horas  em café da manhã,  imprensa e autoridades ligadas ao carnaval , para   lançamento da programação do CARNAVAL DA LIGA/2018 .

A programação para o Carnaval de 2018 começa ainda neste ano de 2017  com um pré-reveillon, passa por todas as prévias  abertas e os bailes de clubes , aniversários de blocos,  além do maior evento de rua do Carnaval de Alagoas  que é   O CARNAVAL DA LIGA .

Todos  esses eventos, geram inúmeros trabalhos temporários , com emprego e renda para os profissionais da música, instrumentistas, cantores, maestros , trabalhadores de bares e restaurantes, garçons, cozinheiros , além de motoristas e pessoal de segurança e apoio, em todo esse período.

"...colaboramos de forma bastante significativa para a venda de produtos e serviços , fazendo girar a economia no nosso estado e proporcionando acima de tudo , muita alegria, diversão e festa para a nossa comunidade." Argumenta o presidente da Liga, Dinho Lopes.

 

 

 

seta

Primeira Edição © 2011