seta

296 postagens no blog

Os alimentos recomendados para deixar de fumar

08/10/2015 08:25

O índice porcentual de fumantes no Brasil caiu 30,7% nos últimos nove anos, segundo o Ministério da Saúde. Entretanto não é motivo para comemorações, uma vez que 10,8% da população ainda continua adepta ao cigarro. Considerada uma droga perigosa, fumar aumenta o risco de desenvolver diferentes tipos de câncer como o de pulmão, lábios, cavidade oral, esôfago, laringe, pâncreas ou bexiga; produz doenças cardíacas ou pulmonares como apoplexia, aneurisma da orta, asma e inclusive catarata.

Você continua se enganando com a típica frase de “posso deixá-lo quando quiser”, mas na verdade sua adição é mais forte que você.  Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) se estima que atualmente existam no mundo 1.300 milhões de fumantes. O número de mortes em razão do consumo do tabaco é de 5 milhões ao ano; se a pauta atual de consumo continuar no mesmo ritmo, esta mortalidade pode chegar a duplicar-se, alcançando quase os 10 milhões em 2020.

O cigarro é uma epidemia mortal que pode destruir sua vida ou a dos seus seres queridos e é por isso que decidimos compartir uma serie de conselhos alimentícios que ajudarão você a controlar a ansiedade que terá uma vez que diga não ao tabaco.

 Beba muita água, suco de frutas ou leite. Eles te ajudarão a eliminar a nicotina o mais rápido possível do seu organismo, evitando assim a típica ansiedade nos primeiros dias sem cigarro. É fundamental neste momento também deixar o chá, o café ou o álcool porque possuem substâncias que estimulam o sistema nervoso e provocarão uma maior vontade de fumar.

 Ingerir vitaminas através de frutas e verduras. É muito importante comprar frutas com alto conteúdo de vitamina C, já que a adição ao tabaco diminui os níveis de vitaminas em seu corpo. O kiwi que possui grandes quantidades de vitamina C (98 miligramas cada 100 gramas) ou a cenoura (possui vitamina C, B e A, que favorece a proteção de nossos pulmões) podem ser grandes aliados quando você começar a notar os primeiro sintomas de ansiedade.

 Deixar as carnes vermelhas e colocar mais feijão no seu prato. Está comprovado de maneira científica que consumir muita carne acentua o sabor do cigarro, transformando mais atrativo o hábito de fumar. Já os legumes são ricos em fibras e capazes de eliminar o sabor do cigarro, além de estimular o trânsito intestinal. Segundo a universidade de Durkein na Carolina do Norte, alguns alimentos precisam sempre estar em nossa despensa: leite desnatado, pão, frutas, alface, iogurte desnatado, ovos, batatas, soja, massa, queijo fresco e arroz.

 Sempre que tenha vontade de fumar lembre-se que os cigarros são um coquetel mortal. Hoje a indústria tabagista consegue deixar seus produtos mais atrativos ocultando a toxidade de seus cigarros com uma fumaça mais suave, menos visível e com cheiro mais suave.

 

 Porém o tabaco é uma fábrica de produtos químicos em miniatura, minuciosamente desenhado e fabricado de acordo com milhares de especificações que incorporam características e ingredientes amparados por patentes e que liberam nicotina dentro de um rango de doses calculadas para maximizar seu potencial de adição.

 Algumas empresas chegam até a publicar listas parciais de ingredientes em suas páginas web, mas não enumeram as numerosas substâncias que poderiam levar a muitas pessoas a deixar o vício de fumar: resíduos de pesticidas, herbicidas, fertilizantes, metais pesados, arsênico e outros produtos tóxicos aumentam o perigo.

 

 

 

matías carrocera

seta

Faça agachamentos e tonifique seu corpo

30/09/2015 12:31

O agachamento, muito praticado por quem deseja ter um abdômen trincado e pernas tonificadas, atribui muitos benefícios para o corpo. Entre eles, está a melhora da mobilidade funcional, dando mais velocidades em caminhadas e corridas.

Segundo o personal trainer Carlos Vidal, do Rio de Janeiro, esse exercício também ajuda a aumentar a densidade mineral óssea, reduzindo a chance de fraturas. "Sendo um exercício composto, o agachamento também melhora o desempenho em outros esportes, como futebol ou natação, por fortalecer as pernas e, ainda, auxiliar a perder peso", explica.

Ele, que é bi-campeão carioca e bi-campeão brasileiro de fisiculturismo, diz que esse é um dos exercícios mais eficazes para tonificar os músculos da parte inferior do corpo. "O agachamento livre consiste no levantamento de uma barra posicionada sobre os ombros, entre o pescoço e as costas, utilizando a força dos membros inferiores do corpo", esclarece.

O profissional listou algumas dicas que devem ser seguidas para que o exercício seja feito corretamente, sem lesionar o esportista.

Confira:

1-  O tênis que você deverá utilizar não pode ter amortecedores ou ser muito alto, prefira modelos baixos e estáveis;

2-  Caso você já esteja em um nível avançado, use o cinto de couro ou de tecido, ajuda a tirar a tensão da lombar;

3-  Ao pegar a barra, caso seja muito pesada, peça ajuda a colegas ou treinadores no local;

4-  Afaste as pernas na mesma linha dos ombros;

5-  Posicione a barra de modo que fique confortavelmente apoiada em seus ombros, atrás do seu pescoço;

6-  Você deve garantir que os joelhos não passem da ponta dos pés ao dobrá-los para realizar o agachamento;

7-  Empine o bumbum, senão seus joelhos serão prejudicados;

8-  As costas devem continuar retas, porém inclinadas para frente, para seguir o movimento do tronco ao empinar o bumbum e não sobrecarregar a lombar;

9-  Segure o ar quando estiver descendo e solte quando subir;

10-              Caso precise de ajuda no levantamento, o colega ou instrutor deve dar apoio ao tronco do seu corpo, e nunca puxá-lo cinturão ou pela barra.

Serviço: Carlos Henrique Vidal

Personal Trainer

seta

29.09 Dia Mundial do Coração: Cinco dicas essenciais para cuidar do coração

29/09/2015 08:16

Dia 29 de setembro é considerado o Dia Mundial do Coração. A data serve de alerta para os brasileiros, já que, anualmente, mais de 17 milhões de pessoas são afetadas por doenças cardiovasculares no Brasil, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Um dado preocupante é o número de óbitos causados por problemas no coração: mais de 300 mil por ano. Segundo pesquisa do IBGE, os estados brasileiros que mais possuem pessoas com problemas cardíacos são: Minas Gerais (6,3% da população); Santa Catarina (5,8%); Goiás (5,5%); Rio Grande do Sul (5,3%); Paraná (5,1%) e São Paulo (5%),.

Segundo o Dr. Carlos Eduardo Cassiani Camargo, cardiologista e presidente da Brasil Telemedicina, os problemas cardíacos podem ser reduzidos com simples hábitos cotidianos, além da realização de exames periódicos de saúde. Com isso, o profissional lista cinco dicas essenciais para cuidar do coração. Confira:

1 - Cigarros: nunca mais!

Além de elevar a pressão arterial, o que também agride os vasos sanguíneos, fumar danifica as artérias do coração. Busque orientação médica e pergunte quais remédios, adesivos de nicotina e tipos de terapia comportamental podem ajudar a combater o vício. Entre outros prejuízos: o risco de câncer e de envelhecimento precoce.

2 – Cuide do peso

Uma pesquisa do IBGE identificou que há mais de 82 milhões de brasileiros acima do peso. A obesidade influência na hipertensão e aumenta o risco de colesterol e diabetes. Uma pequena perda de peso pode diminuir, e muito, os riscos de doenças cardiovasculares.

3 – Pratique exercícios físicos

 

Com a correria do dia a dia deixamos, muitas vezes, de praticar atividades físicas simples, como uma caminhada. Reserve 30 minutos do seu dia para realizar algum exercício que movimente o corpo. Isso evita, além do sedentarismo, problemas nas articulações e diminui as chances de ter um infarto.

4 – Alimentação regrada

Diminua ou evite o consumo de frituras, alimentos que contenham gordura, como lácteos integrais, gorduras de carnes, a pele do frango, toicinho. Igualmente prejudiciais são todos os embutidos, já que possuem muita gordura. Se possível, elimine o consumo de álcool, uma vez que ele é fatal para potencializar doenças cardiovasculares.

5 – Exames regulares

O histórico familiar somado ao stress, obesidade, uso de cigarros, excesso de bebidas alcoólicas, alimentação rica em gorduras, carboidratos, excesso de sal, açúcar e falta de exercício físico colaboram muito para a ocorrência de doenças cardiovasculares. Caso você se encaixe nessas características, procure um cardiologista para exames que devem ser feitos a cada cinco anos. Em caso de pacientes que já sofreram um infarto, procure a ajuda da tecnologia para evitar reincidência. Atualmente, a telemedicina tem ajudado os profissionais médicos a monitorarem pacientes à distância, enviando laudos para as famílias e diagnósticos completos sobre o estado de saúde do coração.

Sobre a Brasil Telemedicina

A Brasil Telemedicina é uma empresa especializada em interação médica online. Inscrita no Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (CREMESP) sob o número 955684 e sediada em Campinas, interior de São Paulo, a Brasil Telemedicina atua desde 2011 e é atualmente a única empresa brasileira de medicina à distância associada da ATA (Associação Americana de Telemedicina, em inglês) e também único membro empresarial da instituição suíça ISfTeH (Sociedade Internacional de Telemedicina e Saúde, da sigla em inglês). Possui uma equipe composta por médicos em várias especialidades, como cardiologia, pneumologia, neurologia, ginecologia, oftalmologia etc, e presta serviços a consultórios médicos, pronto socorro de hospitais, unidades de pronto atendimento e clínicas de medicina ocupacional. Com uma interação diagnóstica online, avalia aproximadamente 70 mil exames por mês em uma abrangência de mais de 400 cidades brasileiras.

seta

O sonho de Papa Francisco

28/09/2015 08:30

 
A Igreja Católica Apostólica Romana teve, ao longo de sua história, uma variedade de nomes santimoniais, mas poucos líderes de verdade, isto é, pessoas capazes de guiar a fé para a fundação de um mundo novo e mais igual. A oportunidade dada ao argentino Jorge Mario Bergoglio – o Papa Francisco – parece ser uma exceção da regra, pois ele demonstra, a cada dia, que alinha seu pontificado à preocupação com o futuro da humanidade.
 
O Papa vem surpreendendo os fiéis do século XXI ao retirar da Santa Sé a opulência que sempre lhe foi consignada em séculos passados. Com o discurso do amor aos mais humildes, o Santo Padre usa roupas simples, senta em tronos modestos e é capaz de replicar pensamentos que surpreendem o mais incrédulo dos homens. A grande prova disso é a influência que exerceu nas negociações de paz entre Cuba e Estados Unidos. O sucesso da empreitada ilustrou-se nessa semana, nas visitas do pontífice aos dois países.
 
Em Cuba primeiramente, Francisco celebrou uma missa em que pediu mais amor ao próximo. Ele elogiou o povo cubano, enaltecendo a resistência às dificuldades impostas pelo bloqueio dos Estados Unidos desde a Revolução. Após dois dias de estadia, migrou para o país norte-americano, em uma visita ainda mais representativa. O Papa entrou para a história como o primeiro pontífice a discursar perante o Congresso Nacional. E não falou em vão.
 
Francisco aproveitou a oportunidade única para tocar em ponto nevrálgico que confronta republicanos e democratas: a questão climática. Ele pediu “ações valentes” que possam conter a desestabilização do meio natural. O Papa solicitou também a abolição da pena de morte, em nível global, pois acredita que “este é o melhor modo, já que toda vida é sagrada”. Desse jeito, com opiniões fortes, inclusivas – e muitas vezes heterodoxas – o Santo Padre conquista adeptos.
 
O fato de mediar as relações entre Cuba e Estados Unidos já seria, por si só, uma grande conquista. Entretanto, Francisco quer mais. Ele considerou, talvez pela primeira vez na história, a integração de indivíduos homossexuais nos braços da Igreja. De forma corajosa, descartou privilégios, adotando posturas simples e condizentes com os princípios da fé, e desafiou o Vaticano a romper com dogmas anacrônicos. Em síntese, há uma revolução de ideias e conceitos no ar. Sob a liderança deste Papa, o sonho de um mundo melhor.
 
 
Gabriel Bocorny Guidotti
Bacharel em Direito e estudante de Jornalismo.
 
seta

O homem tem medo da mulher independente?

24/09/2015 15:42

A lei que liberou o divórcio no Brasil foi sancionada em 1977, porém, a mulher poderia se divorciar apenas uma vez até a Constituição de 1988, quando o número de divórcio passou a ser indeterminado. Em 2014, foram registrados 54.299 divórcios nos cartórios de todo o país. Mas qual a explicação para esse fenômeno? A principal resposta é que a mulher deixou de ser dependente e agora pensa que pode ser feliz sozinha.

As mulheres vêm em um processo onde conquistam cada vez mais espaço na sociedade. As figuras de dona de casa e mãe deram lugar ao de profissionais dedicadas e bem sucedidas em empresas. Os homens devem se orgulhar disso, afinal, eles sabem da importância que as mulheres têm.

Carla Ribeiro, psicóloga, analisa que o homem precisa se sentir necessário pela companheira, mas quando a mulher já é confiante e extrapola nesse aspecto, a relação se torna mais difícil. “A independência da mulher só compromete a relação à dois quando a mulher entra numa competição com este homem. Se a mulher se coloca numa situação de auto suficiência: "Não preciso de você para nada", este homem não tem razão alguma para se aproximar desta mulher”, afirma.

Ter sua própria casa, o próprio carro, tomar suas próprias escolhas de acordo com as próprias necessidades e com os próprios desejos. Esse novo perfil de mulher faz com que os homens busquem novas maneiras de se destacarem. “O homem sempre foi ensinado e criado, desde pequeno, que ele deve ter a função de prover e proteger sua mulher. Assim, caso o homem não se sinta útil à ela, ele não se vê como autêntico”, revela a psicóloga.

Portanto, o homem não deseja que as mulheres abdiquem de seus sonhos, carreiras profissionais e independência. “A mulher é que não deve deixar de ser uma feminina”, conclui Carla. 
 

Serviço: Carla Ribeiro

Psicóloga Clínica e Hospitalar voltada para Saúde do Homem

seta

Primeira Edição © 2011