seta

270 postagens no blog

18.03 é comemorado o Dia Mundial do Sono

18/03/2016 16:03

Nesta sexta-feira (18/3) é comemorado o World Sleep Day e, para celebrar a data, o Hospital Santa Paula e a marca de amaciantes Fofo, da Unilever, dão dicas para acordar disposto e de bom humor

 Você já parou para pensar no quanto uma noite de sono pode influenciar no seu dia? Uma noite mal dormida apresenta grande impacto na qualidade de vida e na saúde das pessoas e está associada a distúrbios do humor, dificuldades de concentração e memorização, entre outros problemas de saúde. 

World Sleep Day, comemorado nesta sexta-feira (18/03) é uma iniciativa da Associação Mundial de Medicina do Sono (World Association of Sleep Medicine – WASM) e tem como objetivo melhorar a qualidade do sono. De acordo com o pneumologista e diretor técnico do Hospital Santa Paula, João Geraldo Simões Houly, os distúrbios do sono acometem toda a população e são muitas vezes negligenciados ou desconhecidos, apesar de serem cada vez mais frequentes. 

E para orientar a população sobre a importância da qualidade do sono, o Hospital Santa Paula e a Unilever, dona da marca Fofo, dão algumas dicas para uma boa noite de sono:

Passo 1: prepare o corpo

- Use roupas confortáveis para dormir, com tecidos mais leves e frescos, de preferência de cores claras, que absorvem menos calor;

- Tenha uma dieta balanceada e não coma alimentos de difícil digestão à noite;

- Vaporizador e bacia com água nos ambientes são medidas paliativas que, apesar de não terem nenhuma comprovação científica, podem oferecer uma sensação de conforto durante o sono;

- Procure dormir entre 7 e 8 horas diariamente. Essa é a média de tempo para um sono reparador;

- Evite dormir com abajur e TV ligados. Ambiente com luminosidade inadequada e barulho oferecem estímulos que atrapalham o início do sono, sua qualidade e duração;

- Café e estimulantes do sistema nervoso central devem ser evitados de 4 a 6 horas antes de dormir, pois a liberação de neurotransmissores estimulantes leva a um estado de alerta que atrasa a sonolência.

Passo 2: prepare a cama 

- Troque os lençóis da cama pelo menos uma vez a cada duas semanas. Desta forma, você elimina toda pele morta, cabelo e ácaros que podem atrapalhar seu sono;

- Lave as peças de acordo com a cor e tipo de tecido. A mistura de cores pode manchar as roupas, o ideal é separar as brancas das coloridas. Já a mistura de tecido pode acabar estragando as fibras mais delicadas, como seda e linho;

- Para ter uma cama macia e perfumada, lave os lençóis com amaciante. Uma boa opção é o Fofo Concentrado, que além de deixar super perfumado amacia os fios. 

- Evite guardar as roupas úmidas, pois isso pode facilitar o aparecimento de mofo;

- Para manter lençóis e fronhas ainda mais cheirosos e protegidos, guarde-os em saquinhos. Já para edredons, mantas, cobertores e colchas devem ser embalados a vácuo, o que permite um perfeito estado de conservação. 

O cuidado na hora de lavar, secar e guardar as roupas de cama é fundamental para obter os melhores resultados da lavagem, garantindo a perfumação de suas peças e uma boa noite de sono para você e sua família. Para saber mais dicas sobre como cuidar das roupas de cama, acesse: http://www.fofo.com.br .

seta

A Páscoa e o Jacatirão

14/03/2016 15:26

A quaresmeira, tipo de jacatirão que tem esse nome porque floresce na quaresma, está em plena florescência, talvez a temporada com mais flores de que me lembro. Em Rancho Queimado, na grande Florianópolis, há um trecho da 282 que está uma beleza, tingido de vermelho e vinho dos dois lados da estrada. Na serra gaúcha também há muitos deles, principalmente nos jardins, e a quantidade de flores é um espetáculo à parte.
Este tipo de jacatirão, a quaresmeira, tem as flores menores do que o jacatirão nativo, que floresce no final da primavera e entre pelo verão adentro, mas é mais colorido, tem cores mais vivas, mais vibrantes. Então não dá pra não notar uma quaresmeira fechada de flores. O manacá-da-serra, outro tipo de jacatirão que floresce no inverno, é mais parecido com o nativo. E, por incrível que pareça, por causa da indefinição do tempo e do clima, alguns manacás-da-serra ainda estão florescendo, como o meu e alguns outros por aí, esticando o seu tempo de florescência, que é em julho, até o início do ano seguinte, dando as boas vindas às flores do jacatirão nativo e tornando este nosso 2016 mais bonito.
Fico encantado com as manchas vermelhas que as quaresmeiras deixam na mata, nos jardins, nas beiras das estradas. Mas não é um encantamento comum, simples, é um encantamento mágico, pois meus olhos são atraídos pelas cores das pétalas vermelhas e lilazes, no meio do verde, e meu olhar flutua em direção a elas, como se minha alma seguisse com ele, rumo às cores. E então meus olhos brilham, como faróis, e o raio de luz é o canal de ligação com meu coração.
É assim que me sinto encantado com a generosidade das flores do jacatirão, encantamento que envolve meu olhar, minha alma, meu coração.
Pois então não sou filho da terra, irmão gêmeo da natureza, como a árvore de jacatirão?

                                               ***********************************************

Sobre o autor: Luiz Carlos Amorim é Coordenador do Grupo Literário A ILHA em SC, com 35 anos de atividades e editor das Edições A ILHA, que publicam as revistas Suplemento LIterário A ILHA e Mirandum (Confraria de Quintana), além de mais de 50 livros. 
Foi eleito a Personalidade Literária de 2011 pela Academia Catarinense de Letras e Artes e ocupa a cadeira 19 da Academia Sul Brasileira de Letras. Foi o representante de Santa Catarina no Salão Internacional do Livro de Genebra, com o lançamento de 3 obras suas, participação na antologia Varal do Brasil e com a divulgação de escritores que nãopuderam ir, com a revista Suplemento literário A ILHA.
Editor de conteúdo do portal PROSA, POESIA & CIA. e autor de 29livros de crônicas, contos e poemas, três deles publicados no exterior. Colaborador de revistas e jornais no Brasil e exterior, como Jornal do Brasil, Diário de Notícias, Correio do Povo, Folha de Pernambuco, O Estado, de Fortaleza, A Noticia, Noticias do Dia, Folha de Pernambuco, Roraima em Foco, Folha do Espírito Santo, etc.
 – tem trabalhos publicados na Índia, Rússia, Grécia, Estados Unidos, Portugal, Espanha, Cuba, Argentina, Uruguai, Inglaterra, Espanha, Itália, Cabo Verde e outros, e obras traduzidas para o inglês, espanhol, bengalês, grego, russo, italiano -, além de colaborar com vários portais de informação e cultura na Internet, como Rio Total, Telescópio, Cronópios, Alla de Cuervo, Usina de Letras, etc.

Leia o blog Crônica do Dia, em 
Http://luizcarlosamorim.blogspot.com 

seta

As coisas aconteciam

09/03/2016 15:25

Dia desses vi um garotinho, quase adolescente, ficar boquiaberto em frente a um radinho de pilha: ele nunca antes vira um.

Achei engraçado e me assustei. Afinal, são muitas, muitas coisas que ao longo dos últimos anos simplesmente desapareceram e ninguém se lembra de que um dia existiram ou surgiram e ninguém sabe como é que vivemos tanto tempo sem tê-los.

Até a alguns anos escrevíamos cartas, falamos em orelhões e ouvíamos rádio à pilha. Quem muito podia tinha toca fitas e radiola. Os documentos eram redigidos em duas vias, com papel carbono, em máquinas de escrever, por quem tivesse feito curso de datilografia.

O telefone azul, vermelho ou verde água, tinha lugar de destaque na sala e um ou outro era conectado à secretária eletrônica.

A televisão transmitia determinada programação que era localizada por números de apenas dois dígitos, muito bem relacionado com o nome da emissora.

Não preciso lembrar-me de muitas coisas para chegar aonde quero: essas coisas todas desapareceram e continuamos vivendo sem elas.

Até melhores se até hoje as tivéssemos.

Cada uma delas, em sua área específica, foi substituída ou “complementada” por outras mais modernas.

E, para as que vieram, olhamos tão admirados quanto o garotinho do começo do texto e dizemos: “Como vivíamos sem?”

Parece até que toda essa novidade tecnológica trouxe um surto de amnésia e faz esquecer como as coisas eram resolvidas sem todas as facilidades que temos à mão hoje.

Inacreditavelmente tudo era solucionado sim, de verdade!

Passagens aéreas eram compradas, amizades e namoros eram mantidos à distância, programação de TV era assistida mesmo só com cinco canais, trabalhos escolares eram realizados sem o Google, computador ou impressora. Enfim, as coisas aconteciam. Mesmo que hoje, você que fez tudo isso por anos, esteja tão acostumado com as “novidades” que nem se lembre, ao certo, de como é que conseguia fazer tudo isso, sem ter nada disso.

seta

08 de março Dia Internacional da Mulher.

04/03/2016 16:49

Ser Mulher

*Paula Guimarães

 

Você já parou para pensar quantas mulheres admiráveis estão à sua volta? Mulher batalhadora! Que não desiste! Acorda cedo, arruma os filhos para escola, cuida do esposo, que vai ao trabalho, e, no final do dia, está de prontidão para acolher sua família. Mas também encontramos mulheres que conciliam a vida profissional e familiar com a rotina de estudos, seja na faculdade, em um curso técnico ou até mesmo em casa.

Hoje podemos dizer que a mulher assumiu novas responsabilidades, está inserida no mercado de trabalho, em um mercado cada vez mais competitivo e veloz. Tudo é imediato e não pode esperar. Mas será que ser mulher é somente isso? Trabalho, estudo e família? Muito mais do que ter uma carreira profissional estável ou estar em busca dessa estabilidade, a mulher é um ser humano que tem os seus valores e princípios, que adquiriu desde a sua infância e que certamente a acompanharão para sempre.

Não perdemos e não podemos perder os nossos valores e as raízes que nos sustentam e nos impulsionam a seguir.  Como uma casa, que precisa ter as bases sólidas para então se construir as paredes e o restante da obra, assim é a nossa vida também.

Enquanto não nos conhecermos e não tivermos plena ciência de nossas raízes, as nossas decisões serão vazias, não terão sentido! Reflita! Você pode dizer a seu filho que é importante que ele não desista de seus sonhos. Mas, e você? Também luta pelos seus sonhos? Qual foi a sua última conquista? O que significa sonhar para você? Qual foi a última vez que você alimentou algum? Não tenha medo! Não tenha medo de sonhar, de decidir e de fazer escolhas. Corremos o risco de nos acomodarmos, de cairmos na rotina, de achar que somos velhos demais para começarmos um curso, para fazermos determinada viagem.

O meu conselho é que você, mulher, seja capaz de sonhar, de acreditar, movida sempre pela  esperança de dias melhores. Faça uma retrospectiva das mulheres especiais que passaram por sua vida: sua mãe, avó, tia, amigas e quantos ensinamentos você recebeu delas... É hora de colocá-los em pratica! Acredite em você!

Seja feliz! Feliz Dia Internacional da Mulher!

 

*Paula Guimarães é missionária da Comunidade Canção Nova. Jornalista e apresentadora do Programa Sorrindo pra Vida na TV Canção Nova. Autora do Livro TV Canção Nova a vida por trás das câmeras pela Editora Canção Nova.

Blog:blog.cancaonova.com/paulaguimaraes

 

seta

Três benefícios do café para a saúde da mulher

29/02/2016 16:54

Mesmo estando presente na maioria dos nossos dias, o famoso cafezinho ainda gera muitas dúvidas quando pensamos em seus efeitos sobre a nossa saúde. Não faltam mitos e verdades para embasar o assunto. Pensando nisso e para esclarecer, de uma vez por todas, essas questões, separei alguns benefícios inquestionáveis proporcionados pela presença do café em nossas vidas. Confira!

Quase um sinônimo de felicidade – não há como negar que um cafezinho logo pela manhã é capaz de operar milagres! Nos sentimos mais dispostas, bem humoradas e prontas para enfrentar qualquer  desafio que apareça no decorrer do dia! Porém, mais do que uma sensação, isso é um fato comprovado cientificamente.

Segundo um estudo publicado pela Harvard School of Public Health, mulheres que tomam até seis xícaras pequenas de café diariamente têm 20% menos chance de desenvolver depressão ao longo da vida. Normalmente, somos duas vezes mais propensas a sofrer desse problema do que os homens.

Coração protegido e saudável – Outro benefício proporcionado pelo consumo regular de café refere-se ao fortalecimento do coração. Segundo algumas pesquisas, ao beber café regularmente, suas chances de desenvolver uma doença cardíaca diminui 21%. Isso acontece porque a bebida é rica em substâncias anti-inflamatórias, capazes de prevenir dilatações das placas de gordura nas artérias e, consequentemente, diminuindo o risco de entupimento dos vasos e de quadros de acidente vascular cerebral e infartos.

Mais resistência ao câncer – por ser uma grande fonte de antioxidantes, o café é também um excelente aliado na prevenção de alguns cânceres, protegendo além do coração, diversas outras partes do seu corpo. No nosso caso, o destaque está para a redução na incidência do câncer de pele e de útero.

Segundo informações fornecidas pelo hospital americano Brigham and Women’s, no caso do primeiro, a redução é de 20%. Entretanto, o uso do protetor solar continua sendo imprescindível quando estamos expostas aos raios solares, o café é só um reforcinho extra.

Já em relação câncer de útero, o risco de ocorrência diminui cerca de 7%. Isso porque um dos elementos presentes na composição do café é o ácido clorogênico, substância associada à prevenção de uma série de doenças, especialmente o desenvolvimento de tumores mais comuns em mulheres, como no endométrio.

Amigo da boa forma – se você ainda tinha alguma dúvida se deveria incluir o café na sua dieta, seus problemas acabaram! Além de todos os benefícios já citados, a bebida também é uma ótima parceira na conquista da boa forma.

De acordo com o PhD David Levitsky, da Cornell University nos EUA, a cafeína age no estômago e no duodeno fazendo com que a digestão seja mais lenta e o metabolismo mais acelerado, assim engordamos menos com a mesma refeição. Além disso, o café tem pouquíssimas calorias e, como eleva nossa taxa metabólica em 11%, ainda nos ajuda a queimar umas gordurinhas extras.

Outro ponto positivo é que depois de tomar um cafezinho, liberamos mais adrenalina na corrente sanguínea, o que nos torna mais dispostas para praticar atividades físicas. Basta aproveitar a oportunidade.

Com todos esses benefícios, o café ainda tem a vantagem de ser delicioso e, assim como o amor, não podemos viver sem ele!

Liana Baggio Ometto é fundadora da Baggio Café.

Sobre a Baggio Café:

www.baggiocafe.com.br - (19) 3541 7000

A história da família Baggio com o cultivo de café iniciou-se em 1886, quando Salvatore Baggio, imigrante italiano, chegou à região da Alta Mogiana, no interior de São Paulo. Com muito trabalho, em 1890, comprou seu primeiro pedaço de terra. Logo foi crescendo pelo estado de São Paulo, Paraná e em meados dos anos 70 seus descendentes expandiram a produção para o sul de Minas Gerais. O carinho e a tradição do cultivo foram transmitidos de geração para geração, sendo preservado o conceito artesanal e puro deixado pelos ancestrais, associado a uma tecnologia de ponta e ao acompanhamento de agrônomos renomados. Em 2006, Liana Baggio Ometto, bisneta de Salvatore, resolveu dar um novo e importante rumo à história da família, criando a marca Baggio Café. A empresa utiliza um delicado processo para torrar os grãos produzidos nessas fazendas para transformá-los num saboroso e diferenciado produto. O portfólio atual inclui as linhas Baggio Gourmet (duas vezes eleita como Melhor Café do Brasil, pela ABIC), Baggio Bourbon (também premiado pela ABIC), Baggio Aromas, Gran Reserva, Caffé.com e Fatto Uno.

seta

Primeira Edição © 2011